VOLUME 36 - EDIÇÃO 110 Maio/ Ago - 2019

Editorial
Artigo Original

2 - Análise do processo de tomada de consciência em crianças com TDAH

Analysis of the process of awareness in children with ADHD

Daniela Dadalto Ambrozine Missawa; Claudia Broetto Rossetti; Larissy Alves Cotonhoto

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):125-135

Resumo PDF Português

O desenvolvimento humano é um processo contínuo e complexo que envolve uma reorganização no nível das ações, percepções, atividades e interações do indivíduo com o seu mundo. Todavia, temos nos deparado com processos de desenvolvimento atípicos, como o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH). Com base nessa problemática, o objetivo do presente trabalho foi analisar o processo de tomada de consciência em crianças com TDAH por meio da utilização de situações-problema. Participaram do estudo oito crianças com diagnóstico de TDAH na faixa etária entre 9 e 11 anos (quatro meninas e quatro meninos). Os instrumentos utilizados para coleta de dados foram protocolos de situações-problema baseados nos jogos de regras: Quatro Cores, Dominó, Cara a Cara® e Lig-4®. A partir dos resultados encontrados pode-se perceber uma demanda de intervenção junto a crianças com diagnóstico de TDAH para que as mesmas identifiquem e aprendam a utilizar estratégias cognitivas como planejamento, execução e compreensão das ações durante o jogo, pois os problemas, na maior parte do tempo, ainda estão baseados em uma solução prática e não na compreensão conceitual da tarefa. Evidenciamos serem necessárias outras pesquisas sobre a tomada de consciência em crianças com TDAH que possibilitem o mapeamento dos padrões de tomada de consciência nessa população específica para, dessa forma, continuarmos as reflexões, iniciadas por Piaget, sobre como a criança constrói e domina na consciência os raciocínios e procedimentos.

3 - Evidências de validade e fidedignidade para o Jogo de Areia Psicopedagógico - JAP: Uma contribuição para a prática psicopedagógica

JAP-Psychopedagogical Sand: contribution to psychopedagogical practice

Maria Teresa Messeder Andion

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):136-152

Resumo PDF Português

Este estudo teve como principal objetivo investigar evidências de validade e fidedignidade para o Jogo de Areia Psicopedagógico -JAP, considerando o contexto brasileiro. A pesquisa foi dividida em três estudos apresentados na forma de capítulos. O primeiro estudo consistiu na revisão histórica e da literatura sobre o Jogo de Areia (Sandplay). O segundo estudo tratou da fundamentação teórica piagetiana do JAP. O terceiro estudo apresenta pesquisa sobre evidência de validade de conteúdo e fidedignidade da Ficha de Protocolo do JAP entre avaliadores. Este último estudo foi dividido em duas etapas: a primeira consistiu no levantamento de indicadores de condutas afetivas e cognitivas presentes na literatura piagetiana sobre o tema para validação de conteúdo da ficha. Participou deste processo um comitê de análise composto por cinco peritos conhecedores da teoria piagetiana e do Sandplay. Já a segunda etapa da pesquisa consistiu na realização de estudos de fidedignidade entre os avaliadores, os quais se utilizaram da Ficha de Protocolo do JAP, com os itens formulados para aplicação da técnica em 21 crianças de ambos os sexos, com idades entre 10 e 11 anos de uma escola pública da cidade de Osasco, São Paulo, que cursavam quartas e quintas séries do Ensino Fundamental I. A análise de dados foi realizada pelo Coeficiente Kappa de Cohen. Os resultados mostraram índices consideráveis de concordância nos estudos de fidedignidade entre avaliadores para todos os itens de análise do Protocolo do JAP.

4 - Quando o bullying na escola afeta a vida adulta

When bullying at school affects adult life

Lélia Castro de Souza

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):153-162

Resumo PDF Português

O presente trabalho propõe uma reflexão sobre o bullying na escola. Esta reflexão questiona não somente os efeitos imediatos do bullying sobre a psique da criança ou do adolescente, mas aborda, também, a noção de que o bullying na escola pode gerar efeitos que permanecem até, e durante, a vida adulta. Muitas vezes, sintomas psíquicos aparecem quando um acontecimento na vida do sujeito vem, através de associações de ideias, trazer à tona as marcas mnésicas de uma situação vivida no passado, revelando, assim, seu caráter traumático. É o processo que Freud chamou de “ação diferida”. Nossa abordagem, psicodinâmica e psicanalítica, tenta, por intermédio de duas situações clínicas, ilustrar a maneira como a experiência infantil, com relação ao bullying na escola, pode ter consequências duráveis e trazer transtornos na relação que o sujeito tem com ele mesmo e com o mundo que o rodeia.

5 - Interdependencia entre la familia y la escuela. Un nuevo paradigma para reducir la sobreprotección

Interdependence between family and school. A new paradigm to reduce overprotection

Maria Jesús Comellas i Carbó

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):163-175

Resumo PDF Português

Se analiza el rol de la familia en el ejercicio de la parentalidad como factor de protección, imprescindible, para el desarrollo integral de sus hijas e hijos debido la clara desorientación de muchas practicas parentales que provocan un aumento de la sobreprotección. Esta respuesta familiar se debe a la gran diversidad de informaciones en los medios de comunicación y las redes sociales sugiriendo soluciones salomónicas, con enfoques alarmistas, ante la complejidad de la sociedad actual. Esta desorientación adulta se traduce en una distorsión del rol adulto, aumento de temores y desconfianza en relación con la acción educativa y una mayor inmadurez y dependencia en la población infantil y adolescente. Se propone un cambio de paradigma que incida y ofrezca una perspectiva diferente que evite el sentimiento de culpabilidad y dinamice los constantes debates entre las instituciones y las familias evitando el traspaso de responsabilidades especialmente hacia las familias. No es posible que se exija que actúen con criterios educativos y, a la vez, asumir responsabilidades en relación con los rendimientos escolares, ya que se genera, en algunos sectores, una indefensión absoluta. Es preciso este cambio de enfoque para afrontar las dificultades educativas cambiando los objetivos para modelar las relaciones con un enfoque basado en la interdependencia y no desde la perspectiva neoliberal que genera este enfoque clasista y segregador. Sólo de esta manera se puede recuperar la seguridad y reforzar la implicación, de manera cooperativa y compartida, asumiendo las responsabilidades propias sin las exigencias que crean sesgos de clase social.

6 - Análise dos conteúdos da capacidade de jogo dentro de um programa esportivo

Analysis of the contents of the capacities to play in a sports program

Siomara Aparecida da Silva; Edson Adriano Nogueira de Paiva; Eden Schmidt de Matos; Hélen Cristina Cunha Ferreira

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):176-182

Resumo PDF Português

O objetivo desse estudo foi verificar o quantitativo dos conteúdos no desenvolvimento da capacidade de jogo do ensino dos jogos esportivos coletivos. Para tal, foram filmadas 12 aulas de duas turmas na faixa etária de 9 a 12 anos. Para análise dos vídeos, foi desenvolvida uma planilha contendo os conteúdos da Aprendizagem Tática (AT) e Aprendizagem Motora (AM). Os resultados da análise indicaram que a AM foi desenvolvida de forma adequada e a AT não atingiu valores próximos da metodologia proposta. As habilidades motoras relacionadas às mãos tiveram prevalência sobre as habilidades motoras com os pés e com raquete. Considera-se possível verificar o quantitativo dos conteúdos desenvolvidos, por apresentarem relação com o planejamento proposto pela teoria que sustenta o programa.

7 - Análise comparativa do Desenho da Figura Humana em crianças diagnosticadas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade: um estudo exploratório

Comparative Analysis of Human Figure Design in Children Diagnosed with Attention Deficit Hyperactivity Disorder: An Exploratory Study

Jeferson Luís Ligeiro; Sylvia Domingos Barrera

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):183-195

Resumo PDF Português

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é considerado um transtorno do neurodesenvolvimento manifestado por sintomas de desatenção, agitação e impulsividade, que ocorrem em frequência e intensidade elevadas. Devido à falta de um marcador biológico, seu diagnóstico é realizado, geralmente, através de escalas comportamentais, respondidas por familiares e/ou professores, que podem ser acompanhadas de testes (neuro)psicológicos, além de observação do comportamento infantil. O teste do Desenho da Figura Humana (DFH) é um instrumento muito utilizado por psicólogos para analisar aspectos cognitivos e elementos da personalidade. Dessa forma, por meio de uma comparação do desempenho no referido teste, entre crianças diagnosticadas e não diagnosticadas com o transtorno, este trabalho teve como objetivo identificar possíveis traços indicadores do TDAH no desenho da figura humana. Participaram do estudo 20 crianças, alunas do 1º Ciclo do Ensino Fundamental, divididas em Grupo Clínico (10 crianças diagnosticadas com TDAH), e Grupo Controle (10 crianças com idade, sexo, escolaridade e nível socioeconômico equivalentes, porém sem diagnóstico de TDAH). Após os participantes serem submetidos ao DFH, análises comparativas do nível de maturidade cognitiva e dos indicadores emocionais, bem como de aspectos gerais dos desenhos (tamanho, traçado), foram efetuadas. Os resultados mostram um desempenho cognitivo mais baixo dos portadores de TDAH, bem como maior presença de indicadores emocionais e dificuldades de coordenação motora fina no Grupo Clínico, embora sem atingir significância estatística. Sugere-se a necessidade de ampliação da amostra a fim de que se possam obter resultados mais conclusivos a respeito da possibilidade de uso do DFH como instrumento auxiliar no diagnóstico do TDAH.

Artigo de Revisao

8 - A atuação do psicopedagogo em relação à inovação no ambiente escolar: Uma revisão sistemática integrativa

The performance of the psychopedagogue in relation to innovation in the school environment: An integrative systematic review

Ana Cristina Bittencourt; Patrícia de Almeida Gonzaga Lobo; Cátia Lemos Crivellaro; Lilian Caron

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):196-211

Resumo PDF Português

O presente estudo trata-se de uma revisão integrativa realizada com o objetivo de compreender sobre a atuação do psicopedagogo em relação à inovação no ambiente escolar, considerando as novas demandas, desafios e necessidades de transformações. A amostra inicial foi composta de 185 artigos; destes, 22 artigos foram selecionados para síntese e análise crítica a partir de critérios previamente definidos. Os resultados indicaram a necessidade do desenvolvimento de estudos que demonstrem a importância e diversidade de atuação do psicopedagogo para atender às novas demandas de inovação no contexto de aprendizagem escolar, contribuindo para o desenvolvimento do conhecimento científico da área, dos profissionais, e, principalmente, para o potencial de aprendizagem dos indivíduos.

9 - Todos os testes de compreensão leitora avaliam o mesmo construto?

Do all reading comprehension tests evaluate the same construct?

Silvia Brilhante Guimarães; Renata Mousinho

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):212-221

Resumo PDF Português

Há uma tendência em considerar os testes de compreensão de texto como se todos estivessem medindo o mesmo construto. O objetivo do estudo é discutir, através de evidências de estudos empíricos, a suposição assumida de que diferentes tipos de testes de compreensão de texto medem diferentes habilidades subjacentes. Primeiramente, foi abordado o ponto de vista teórico. Posteriormente, as evidências empíricas de estudos internacionais, mostrando que existem variações nas contribuições das habilidades básicas (como a decodificação de palavra) e daquelas relacionadas à compreensão linguística, nos diferentes testes de compreensão de texto: Cloze, reconto, múltipla escolha e perguntas abertas. Em seguida, a conclusão de que deve haver cautela nas escolhas dos testes de compreensão de texto, tendo em mente exatamente o que se deseja avaliar.

10 - A Síndrome de Irlen: diagnóstico e o contexto de intervenção

Irlen syndrome: diagnosis and interventional context

Mateus Barroso Sacoman

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):222-234

Resumo PDF Português

A síndrome de Irlen atinge de 12% a 14% da população mundial. Mesmo com essa grande incidência, o debate em torno do diagnóstico, da intervenção e contexto (familiar, escolar, convivência social) durante todo esse processo é pouco difundido no Brasil, principalmente no que tange à sociedade civil, embora exista um grande esforço recente para isso. Portanto, a intenção deste trabalho, através do levantamento de estudos e materiais sobre o tema, da leitura e análise da bibliografia e cotejamento das referências encontradas, é determinar as definições e sinais da síndrome, abordando também as dificuldades geradas por ela nos mais diversos âmbitos de convivência e explicitar alguns métodos de intervenção, registrando ainda algumas situações e caminhos para uma reflexão que contribua para a prática do profissional que lida com todo esse processo.

Artigo Especial

11 - Emoções e práxis docente: contribuições da Psicologia à formação continuada

Emotions and praxis teacher: contributions of psychology to continued training

Vera Lucia Trevisan de Souza; Vânia Rodrigues Lima Ramos; Beatriz Cristina de Oliveira; Lilian Aparecida Cruz Dugnani; Fernanda Pereira Medeiros

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):235-245

Resumo PDF Português

Em diálogo com Spinoza e Vygotsky, objetiva-se refletir sobre o papel da dimensão afetiva na constituição da práxis docente. Ressalta-se a importância da mobilização dos afetos, em espaços de formação continuada, como modo de favorecer a ressignificação das emoções de nuances negativas que decorrem dos conflitos escolares, e que podem promover o padecimento/ adoecimento do professor. Neste artigo, buscamos evidenciar fundamentos que possibilitam a construção de práticas formativas que viabilizem a reconfiguração de significados e sentidos e a constituição de novos modos de se perceber e se relacionar com e no contexto escolar.

Relato de Experiência

12 - Por que arte e aprendizagem? Por que aprendizagem e arte? Por que arte na formação do psicopedagogo?

Why art and learning? Why learning and art? Why art in the formation of the psychopedagogue?

Laura Monte Serrat Barbosa

Rev. Psicopedagogia 2019;36(110):246-255

Resumo PDF Português

Neste texto, mostra-se o resultado de estudos e vivências a respeito do sistema simbólico e do processo de aprender, assim como do aprofundamento do papel da aprendizagem e da arte no desenvolvimento humano, apoiando-se na elaboração sobre a Aprendizagem Inventiva, proposta por Virgínia Kastrup. Destaca-se a necessidade de avançar na conceituação de aprendizagem como adaptação e propor a aprendizagem como invenção. Sendo assim, a cada momento, aprendizagem e arte deparam-se com o desconhecido e exigem do sujeito a lida com o inusitado, a invenção e a solução de problemas. Além disso, propõe-se a introdução da arte na formação do psicopedagogo, visando à apuração do olhar e da escuta, necessários para a observação e a intervenção psicopedagógicas. Apresenta-se, pois, um recorte de formação continuada realizada por meio do Grupo de Estudos Refletir, na qual os psicopedagogos estudam textos sobre o tema, ao mesmo tempo em que vivenciam a arte e pensam formas de intervenção junto aos seus aprendizes.