VOLUME 35 - EDIÇÃO 106 Jan/ Abr - 2018

Editorial
Artigo Original

2 - Expectativa de profissionais da saúde e de psicopedagogos sobre aprendizagem e inclusão escolar de indivíduos com transtorno do espectro autista

Expectation of health and psychopedagogue professionals about learning and school inclusion of individuals with autistic spectrum disorders

Caroline de Carvalho Pereira de Campos; Fernanda Caroline Pinto da Silva; Sylvia Maria Ciasca

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):3-13

Resumo PDF Português

Esse estudo teve o objetivo de analisar a expectativa dos profissionais da saúde e de psicopedagogos sobre aprendizagem e inclusão escolar de indivíduos com transtorno do espectro autista (TEA). Participaram 33 profissionais com atuação na interface entre saúde e educação, atuantes na região metropolitana de Campinas-SP Os dados foram coletados por meio de entrevistas semidirigidas, as quais foram audiogravadas, transcritas e submetidas à análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que, sob a perspectiva dos profissionais, indivíduos com TEA são capazes de aprender, porém em modo e ritmo diferentes. Para o bom desenvolvimento desses indivíduos e para o sucesso da inclusão escolar dos mesmos, o trabalho interdisciplinar foi mencionado como um fator de significativa importância. Destaca-se que a maior parte dos profissionais acredita que a inclusão escolar é para todos e contribui para o desenvolvimento de múltiplas habilidades, entretanto, ainda não ocorre, de fato, em função da falta de profissionais preparados para o atendimento educacional especializado e da falta de um projeto pedagógico que facilite a inclusão escolar.

3 - Perfil psicomotor de escolares com deficiência intelectual: Por que avaliar?

Psychomotor profile of students with intellectual disabilities

Sônia das Dores Rodrigues; Taciana Menezes Silva de Godoy; Mariana Coelho Carvalho; Marcia maria Toledo; Sylvia maria Ciasca

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):14-26

Resumo PDF Português

O interesse pela deficiência intelectual (DI) não é recente. Como resultado, há quantidade considerável de estudos que abordam diferentes aspectos do desenvolvimento de indivíduos com esse transtorno. Entretanto, pode se dizer que a investigação do perfil psicomotor de escolares que frequentam ensino fundamental é escassa.
OBJETIVOS: Avaliar o perfil psicomotor de escolares do ensino fundamental com diagnóstico de DI. Especificamente, foi analisado o perfil psicomotor em função das seguintes variáveis: a) frequência (ou não) em sala de recursos multifuncional (SRM); b) classificação da DI; c) idade; c) raça/cor; d) série escolar.
MÉTODO: Participaram do estudo 15 alunos de uma escola pública de uma cidade do interior do estado de São Paulo. Para avaliação do perfil psicomotor, foram utilizados os seguintes instrumentos: Teste de Proficiência Motora de Bruininks-Oseretsky (BOT-2), versão breve; Avaliação Psicomotora.
RESULTADOS: Os dados obtidos mostraram que a maioria dos sujeitos apresentou desempenho "muito abaixo do esperado" em todos os subtestes que compõem o BOT-2. Do mesmo modo, desempenho inferior à idade cronológica foi identificado na Avaliação Psicomotora. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nos subtestes do BOT-2 quando se analisou frequência (ou não) em SRM, gênero e raça/cor. Contrariamente, melhor desempenho em algumas habilidades psicomotoras foi encontrado em função da idade, série escolar e classificação da DI.
CONCLUSÃO: As autoras discutem a relação entre desenvolvimento psicomotor e aprendizagem e chamam a atenção para a necessidade de se utilizar os pressupostos da Psicomotricidade no contexto escolar, principalmente na SRM. Com isso, pode-se auxiliar as crianças com deficiência intelectual a maximizar as suas potencialidades e, como resultado, possibilitar melhora no seu desenvolvimento global (cognitivo, afetivo, social).

4 - Dificuldades de aprendizagem e inibição psíquica

Learning difficulties and psychic inhibition

Lélia Castro de Souza

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):27-34

Resumo PDF Português

O artigo propõe uma abordagem sobre as dificuldades de aprendizagem sob um ângulo clínico, psicodinâmico e psicanalítico, pondo em evidência certos movimentos de ordem intrapsíquica, entre os quais o processo de inibição psíquica. Tais movimentos podem afetar de maneira significativa o desenvolvimento da criança e do adolescente no meio escolar, trazendo transtornos quanto à aquisição dos conhecimentos oferecidos pela escola e, por vezes, alterando a capacidade do sujeito de manter um relacionamento de boa qualidade com os colegas de classe e os professores. Uma situação clínica é apresentada a fim de ilustrar a proposta da autora, cuja situação é baseada no trabalho terapêutico de um menino de 6 anos, Joaquim.

5 - Habilidade cognitiva motora fina adaptativa de crianças com fissura labiopalatina

Adaptive fine motor cognitive ability of children with cleft lip and palate

Évelyn Raquel Benati; Maria de Lourdes Merighi Tabaquim

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):35-41

Resumo PDF Português

A fissura labiopalatina é uma malformação craniofacial que decorre de condições multifatoriais, sendo estas genéticas e ambientais. Estudos internacionais e nacionais têm evidenciado alterações cognitivas, especificamente déficits na capacidade de percepção visomotora, indicando dificuldades no aproveitamento e adaptação acadêmica. O objetivo deste estudo foi identificar o nível do desenvolvimento motor fino-adaptativo de crianças com fissura labiopalatina. A amostra contou com 88 participantes, ambos os sexos, idade entre 5 anos e 6 anos e 11 meses, compondo dois grupos com 44 crianças, sendo GI com fissura labiopalatina e GII sem a condição de fissura. Na avaliação do domínio motor fino-adaptativo foi empregado o teste de DENVER II. Os resultados demonstraram 29,55% dos participantes do GI classificados com "atraso" e, 15,91% categorizados na condição de "atenção" para prejuízo no desenvolvimento adaptativo motor fino, correspondendo a 25% mais defasados quando comparados ao GII (79,55% na média). Foi possível reconhecer o predomínio de níveis de imaturidade cognitiva e neuropsicomotora no grupo com fissura labiopalatina, habilidades fundamentais para domínio de competências acadêmicas, dentre elas, a escrita, aritmética e leitura.

6 - Análise da escrita de escolares com e sem dificuldades no início da segunda etapa do Ensino Fundamental

Analysis of the writing of schoolers with and without written difficulties at 6th grade

Larissa Haniel Rodrigues de Almeida; Renata Mousinho

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):42-50

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Caracterizar as falhas na escrita de crianças do 6º ano, comparando grupos com e sem dificuldades.
MÉTODOS: Participaram 30 crianças divididas em dois grupos: sem dificuldades de escrita (G1) e com dificuldades de escrita (G2). Foi proposta a elaboração de uma narrativa escrita e, então, foram analisados os critérios adotados em cada nível. No nível da palavra, o percentual de erros nos diversos tipos (regular, regra fonológica, regra morfossintática, irregular) em relação ao total de palavras do texto; no nível da frase, as falhas na pontuação (0 a 5), uso de letras maiúsculas (0 a 2), uso de elementos coesivos (0 a 3); no nível do texto, o número total de palavras e o nível da narrativa (1 a 5).
RESULTADOS: Os parâmetros que mais diferenciaram os grupos participantes da pesquisa foram o número de erros em palavras regulares, com regras morfossintáticas, o uso de maiúsculas e elementos de coesão, assim como a quantidade de palavras e o grau de complexidade da narrativa.
CONSIDERAÇÕES FINAIS: Verificou-se que o G1 obteve melhor desempenho na maioria dos critérios abordados e que o G2 apresentou desempenho significativamente pior, o que parece indicar que as caraterísticas da alteração na linguagem escrita podem trazer prejuízos significativos principalmente no âmbito escolar.

Artigo de Revisão

7 - Abordagem psicopedagógica do aprender na educação superior

Psychopedagogical approach for learning in college education

Sílvia Maria de Oliveira Pavão; Carmen Rosane Segatto e Souza

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):51-60

Resumo PDF Português

OBJETIVO: O objetivo desse estudo consiste em evidenciar a construção do vínculo autorizante da aprendizagem nas relações de professor e estudante na Educação Superior.
MÉTODO: O estudo foi desenvolvido por meio do método de revisão integrativa centrada em dois eixos: Psicopedagogia e Educação Especial.
RESULTADOS: Constatou-se que são diversas as variantes que envolvem as práticas desenvolvidas pelas áreas de conhecimento em evidência. Entretanto, foram identificados pontos de coalizão entre elas: o aprender dos sujeitos e a concepção interdisciplinar. Essa compreensão consiste em uma certa autorização, inequivocamente, uma vez que o sujeito aprende com quem ele autoriza ensinar.
CONCLUSÃO: A complexidade do ato de aprender implica no entendimento dos processos individuais e particulares em associação com as afetações sociais.

8 - Consequências do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (tdah) na idade adulta

The consequences of attention deficit hyperactivity disorder (ADHD) in adulthood

Carolina Xavier Lima Castro; Ricardo Franco de Lima

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):61-72

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Revisar impactos do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na idade adulta.
MÉTODO: Foram realizadas buscas em bases de dados online (Scielo e Bireme) e site de busca (Google Acadêmico). Os descritores utilizados foram "transtorno de déficit de atenção e hiperatividade" and "idade adulta" and "impactos" or "consequências". Os critérios de inclusão foram: artigos completos, publicados em Português, Inglês ou Espanhol. Foram excluídos aqueles que não responderam à questão da pesquisa.
RESULTADOS: Foram encontrados 776 estudos e selecionados 15 para análise. Desses, cinco são artigos de revisão e dez, empíricos. Os principais impactos evidenciados pelos estudos foram no desenvolvimento afetivo-emocional, educacional, desempenho profissional, gestão financeira, relacionamento interpessoal, relacionamento conjugal e exercício das funções parentais.
CONCLUSÃO: Adultos com TDAH possuem impactos negativos e significativos em diferentes aspectos de seu desenvolvimento e que podem ser mediados pelos déficits nas funções executivas. O diagnóstico precoce e intervenções adequadas podem minimizar tais impactos.

9 - Aspectos neurocientíficos da aprendizagem matemática: explorando as estruturas cognitivas inatas do cérebro

Neuroscientific aspects of mathematics learning: exploring the innate cognitive structures of the brain

Thiago da Silva Gusmão Cardoso; Mauro Muszkat

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):73-81

Resumo PDF Português

Muitos estudos têm sido realizados sobre o modo como o cérebro lida com a informação matemática. Essas pesquisas têm concordado com a tese de que possuímos um módulo cerebral para o processamento de números e quantidades, na literatura referido como senso numérico. A expansão desse módulo, porém, depende de como e quanto conhecimento matemático adquirimos da cultura em que vivemos através da aprendizagem. Desta forma, esse artigo tem por objetivo discutir aspectos relacionados à aprendizagem matemática sob a ótica das neurociências, destacando achados de pesquisas relacionadas a este tema, como os modelos postulados para explicar a relação entre o cérebro e o processamento numérico, nomeadamente, Sistema Numérico Aproximado (SNA) e Modelo do Triplo Código (MTC).

Relato de Experiência

10 - Implementação do Modelo de Resposta à Intervenção em uma classe de 5º ano do ensino fundamental da rede pública de ensino: relato de experiência

Implementation of Response to Intervention Model in a class of 5th grade of a public elementary school: experience report

Gabriel Rodriguez Brito; Alessandra Gotuzo Seabra; Elizeu Coutinho de Macedo

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):82-93

Resumo PDF Português

O presente estudo teve como objetivo a aplicação do modelo de Resposta à Intervenção (RTI) em uma turma do 5º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública. Participaram 22 crianças, com idades entre 10 e 11 anos. Foi realizada a adaptação da Camada 1 do modelo RTI, que visa a uma intervenção de caráter instrucional, preventivo, ofertada pelo professor a todos os alunos, por meio de estratégias com base em evidências científicas. Os participantes foram avaliados em três momentos: início, meio e final do ano escolar. Testes normatizados de leitura, escrita, aritmética, atenção e motivação foram aplicados a fim de avaliar o progresso das crianças. Além dos testes padronizados, avaliações qualitativas e contínuas foram feitas atendendo o critério de monitoramento prescrito no modelo de RTI. De forma geral, a análise dos resultados demonstrou que o desempenho dos alunos em leitura, escrita, atenção e aritmética obteve melhoras estatisticamente significativas, sendo possível também identificar os alunos com desempenho abaixo da média em relação a seus pares. Tal relato corrobora a eficácia da aplicação do modelo RTI também ao final do ciclo do Ensino Fundamental I.

11 - Educação inclusiva no ensino superior: desafios e experiências de um núcleo de apoio discente e docente

Inclusive approach on higher education: challenges and experiences of a nucleus for faculty and student support

Karina Nones Tomelin; Ana Paula L. Dias; Cintia Nazaré Madeira Sanchez; Juliana Peres; Silvia Carvalho

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):94-103

Resumo PDF Português

No Ensino Superior, a prática inclusiva é recente, e este panorama novo exige das instituições o desenvolvimento de políticas de apoio e acompanhamento com ações que vão além da disponibilidade de vaga. Somado a isto, os requisitos legais de avaliação e reconhecimento de cursos também exigem as evidências de práticas inclusivas no ambiente universitário. O objetivo deste trabalho é descrever a atuação de um núcleo de apoio ao discente e docente (NADD) de dois Centros Universitários do município de São Paulo. O Núcleo foi criado em 2015 e, deste então, desenvolve ações de inclusão no contexto universitário a partir de um programa intitulado "Atenção Especial". O foco de atuação do programa é o acolhimento e apoio aos estudantes com deficiência, dificuldades de aprendizagem e outros transtornos por meio da sua identificação, estratégias de intervenção, encaminhamento e orientação. Atualmente, o programa acompanha 193 estudantes orientados por um protocolo de atendimento, que contempla diversas ações para favorecer a inclusão destes estudantes a partir da sua entrevista inicial: monitorias de reforço entre pares, nivelamento, cursos de apoio ao estudante, encaminhamento para clínicas de saúde, parceria com profissionais de saúde, acessibilidade física, tecnologia assistiva, orientação aos professores, atividades de sensibilização com estudantes e palestras a toda comunidade acadêmica. Os resultados do programa têm promovido, além da conscientização ampla de toda comunidade acadêmica, o favorecimento da inclusão e da permanência destes estudantes em um ambiente receptivo, inclusivo e legítimo.

Estudo de Caso

12 - Perfil cognitivo de uma criança com diagnóstico prévio de dislexia do desenvolvimento associada a distúrbio do processamento auditivo central: estudo de caso

Cognitive profile of a child with prior diagnosis of developmental dyslexia associated with central auditory processing disorder: case study

Cristiane Marx Flor

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):104-115

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Este estudo fez uma análise comparativa do perfil cognitivo de uma criança com diagnóstico prévio de Dislexia do Desenvolvimento (DD) associada a Distúrbio do Processamento Auditivo Central, com perfis de DD descritos na literatura.
MÉTODOS: Os domínios cognitivos da linguagem, memória, habilidades acadêmicas, percepção viso-motora, atenção, velocidade de processamento e funções executivas foram investigados por meio de uma bateria de testes neuropsicológicos. Paralelamente à testagem, foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobre os perfis de DD descritos na literatura.
RESULTADOS: Os resultados mostraram rebaixamento do Índice de Organização Perceptual em relação aos demais no WISC-IV Os domínios da linguagem, habilidades acadêmicas e habilidades viso-espaciais mostraram-se deficitários quando comparados a crianças da mesma faixa etária e ao desempenho do próprio sujeito nos domínios da memória, atenção e funções executivas menos complexas.
CONCLUSÃO: Em concordância com perfis de DD investigados na literatura, o perfil cognitivo do paciente confirmou: 1. Déficits no processamento fonológico. 2. Desempenho acadêmico com níveis rebaixados. 3. Disfunções executivas de planejamento, automonitoramento e raciocínio abstrato. 4. Dificuldades na formação, articulação e compreensão de conceitos verbais. 5. Erros ortográficos característicos e problemas específicos na leitura. 6. Dificuldades na memória de trabalho fonológica e memória semântica. 7. Memória episódica preservada. Divergindo de outros perfis descritos na literatura, este estudo mostrou: 1. Índice de Memória Operacional no WISC-IV dentro da faixa média. 2. Índice de Organização Perceptual rebaixado, na faixa limítrofe. 3. Comprometimento das habilidades viso-construtivas.

Artigo Especial

13 - A psicopedagogia em um diálogo multidisciplinar*

Psychopedagogy in a multidisciplinary dialogue

Marisa Irene Siqueira Castanho

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):116-124

Resumo PDF Português

O objetivo principal é situar a Psicopedagogia como área de conhecimento inter e multidisciplinar e o objetivo secundário é destacar o brincar como atividade fundamental na integração dos aspectos cognitivos, afetivos, relacionais e contextuais afinada com a aprendizagem humana. Considera-se a aprendizagem como adaptação ao meio circundante, não só do ponto de vista da natureza biológica do homem, mas principalmente como decorrência de sua capacidade de organização simbólica da realidade. O conhecimento hoje pauta-se na abordagem dos fenômenos considerados como fugidios e cambiantes, rompendo com a ilusão de que a racionalidade possa trazer soluções para os problemas do homem e a aprendizagem por seu caráter complexo e multideterminado deve ser pensada por modelos científicos pautados por um pensar relacional que delineia como forma de conhecimento a aceitação do movimento como possível maneira de convivência na atual realidade fluida e mutável. Ressaltam-se as características da Psicopedagogia como próprias do pensamento pós-moderno na abordagem da aprendizagem e o brincar como atividade primordial na sobrevivência simbólica do homem.