VOLUME 34 - EDIÇÃO 105 Set/ Dez - 2017

Editorial
Artigo Original

2 - Jovens em jogo no espaço psicopedagógico

Young people gaming in the psychopedagogical space

Maria Apparecida C Mamede-Neves

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):247-257

Resumo PDF Português

O artigo emerge dos dados coletados e analisados criticamente pela investigação apoiada pelo CNPq, realizada pelo Diretório de Pesquisa Jovens em Rede, do Departamento de Educação da PUC-Rio, no período entre 2014 e 2016, e que teve como questão central verificar se o ato de jogar jogos eletrônicos acompanhado de um trabalho psicopedagógico específico permite a construção de um conhecimento que vai além da habilidade em jogá-los. Tem por objetivo aprofundar dois pontos específicos da pesquisa, quais sejam: a construção de uma taxionomia de jogos como referencial para a escolha dos usados nas oficinas; a descrição processual do uso da matriz de ação psicopedagógica com jogos eletrônicos. Com relação à taxionomia proposta, apresenta a classificação desses jogos por tipo de atividade principal, por grau de dificuldade apresentado, pela classificação de Piaget segundo o desenvolvimento humano e pela classificação de Macedo quanto às competências cognitivas. Com relação à matriz psicopedagógica para uso em oficinas de jogos digitais, faz sua descrição e aponta sua base conceitual de que a aprendizagem é, antes de tudo, um processo dinâmico, realizado pelo aprendente que, através da narrativa de como processou sua ação, toma consciência dos caminhos que seu pensamento percorreu. Como conclusão, descreve um kit psicopedagógico específico para oficinas com jogos digitais que já está construído e que contém todas as informações necessárias para a sua utilização pelos educadores, de modo a poder ser aplicada em outros cenários com características pedagógicas semelhantes.

3 - O estresse e a máquina de moer alunos do ensino superior: vamos repensar nossa política educacional?

Stress and the machine to grind higher education students: let’s rethink our educational policy?

Felipe Azevedo Moretti; Maria Martha Costa Hübner

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):258-267

Resumo PDF Português

O objetivo da presente pesquisa foi investigar a forma em que a rotina acadêmica interfere nos níveis de estresse de alunos de graduação, explorando as situações geradoras e/ou mantenedoras das situações vivenciadas. O recorte da pesquisa focou em uma amostra heterogênea de 102 acadêmicos de graduação em uma primeira fase e depois 82 alunos de diversos cursos de uma universidade particular de São Paulo. Foram aplicados questionários abertos e o Inventário de Sintomas de Stress (ISS) para adultos. O estudo revela que a maioria dos alunos considera que a rotina universitária tem grande influência negativa nos níveis de estresse e as maiores críticas são com relação à sobrecarga de atividades. Os dados coletados apontam para a necessidade de uma significativa reformulação da educação superior, com destaque para alterações na política curricular. Sugere-se também que as universidades fomentem programas de apoio psicossocial e projetos capazes de minimizar o estresse vivenciado pelos alunos.

4 - Diseñar la clase Aportes desde las Neurociencias y la Psicología Educacional

Design the Class Contributions from Neurosciences and Educational Psychology

Daiana Yamila Rigo; María Laura de la Barrera; Pamela Travaglia

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):268-275

Resumo PDF Português

El trabajo que presentamos tiene como propósito ofrecer lineamientos teóricos tendientes a promover una mejor comprensión de los procesos de aprendizaje en entornos académicos, a partir de las contribuciones de dos campos disciplinares, la Neurociencia y la Psicología Educacional. Asimismo, busca contribuir en la mejora de la planificación y el diseño instructivo de la clase, a fin de promover el desarrollo de las funciones ejecutivas, que redundarán en aprendizajes escolares significativos y comportamientos metacognitivos. La discusión y presentación girará en torno a interrogantes claves, que funcionan como guía para orientar la práctica y rediseñar los contextos áulicos de enseñanza-aprendizaje, a saber: ¿Cómo puede el docente favorecer el desarrollo del funcionamiento ejecutivo para suscitar el interés, la participación y la autorregulación por parte de sus alumnos?, ¿Cómo configurar la clase y el diseño de tareas académicas para que promuevan la puesta en marcha de las funciones ejecutivas? Mostramos aquellos rasgos y factores contextuales que pueden influir positivamente sobre las funciones ejecutivas de los estudiantes, atendiendo a una configuración situada y distribuida de las prácticas educativas y posicionamos desde la perspectiva socio constructivista que permita mejorar los efectos de la instrucción sobre el aprendizaje y los procesos cognitivos funcionales.

5 - Contributo do programa de estimulação na atenção - PEA - para alterações atencionais em alunos com TDAH

Contribution of the stimulation program in the attention – PEA – for attentional changes in students with ADHD

Rafael António Silva Pereira; Sara Costa; Vera Pereira

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):276-284

Resumo PDF Português

As alterações na capacidade atencional em alunos em idade escolar transformam-se num problema na vida académica e pessoal. Este estudo centra-se na aplicação de um Programa de Estimulação na Atenção - PEA - em alunos com TDAH. Antes da aplicação do programa aferiu-se a capacidade atencional dos participantes, bem como no final das 12 sessões previstas na intervenção com o mesmo. O objetivo foi o de obter evidências de sucesso no aumento dos níveis de atenção numa amostra brasileira. Participaram 50 estudantes, ambos os sexos, idade entre 8 e 12 anos, cursando a fase do fundamental I e II. Foram utilizados os instrumentos: Programa de Estimulação da Atenção-PEA; Questionário do Professor; Questionário do Aluno e o Mapa da Atenção. Os dados indicaram que o programa produziu incremento da atenção em todas as dimensões analisadas. O PEA constitui um instrumento que reuniu, na generalidade, resultados de evidência de sucesso, os quais permitem a administração e utilização para finalidades de intervenção nas funções da atenção em alunos com TDAH

6 - O impacto do acolhimento institucional na vida de adolescentes

The impact of institutional sheltering in the life of teenagers

Patrícia Nunes da Fonsêca; Mayara de Oliveira Silva Machado; Rosicleia Moreira Palitot; Jérssia Laís Fonseca dos Santos

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):285-296

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Esta pesquisa objetivou analisar o impacto do acolhimento institucional na vida de adolescentes. Participaram 11 adolescentes do sexo masculino, com idade média de 15,36 anos (DP=1,36; variando de 13 a 17 anos).
MÉTODO: Utilizou-se um questionário sociodemográfico e um roteiro de entrevista semiestruturado. Para análise de dados, foram empregados o pacote estatístico SPSS (versão 21) e o software Iramuteq (versão 0.7 alpha 2).
RESULTADOS: Os resultados indicaram que mesmo na casa de acolhimento os adolescentes mantêm vínculos com familiares e amigos por meio de visitas, telefone e redes sociais. Quanto à vida acadêmica, os jovens apresentaram baixo desempenho escolar, embora tenham demonstrado uma percepção positiva da escola. Com relação às perspectivas de futuro, os participantes manifestaram a intenção de formar uma família e mantê-la.
CONCLUSÃO: Por fim, ressalta-se a importância das redes de apoio social para o bem-estar do jovem institucionalizado.

7 - Professores de creche e suas representações sociais sobre crianças de 0 a 3 anos

Day care’s teachers and their representations about children from 0 to 3 years

Flávia Cristina Costa Moreno; Roberto Carlos Sonego; Beethoven Hortencio Rodrigues da Costa; Maria Laura Puglisi Barbosa Franco

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):297-309

Resumo PDF Português

Esta pesquisa tem como objetivo identificar e interpretar as representações sociais de professores de creche sobre a criança de 0 a 3 anos. As Representações Sociais permitem antecipar determinadas ações do sujeito a partir de como ele se posiciona a respeito de algo, pois sua forma estruturada de estudar as concepções de mundo, símbolos, imagens, opiniões e crenças delineiam um modelo social, com uma imagem hierarquizada de seus elementos, que evidencia de forma preditiva a tendência do comportamento do sujeito, ou seja, sua orientação para ação. Tratou-se de uma pesquisa mista e empírica, em que participaram 73 professores de creche pertencentes a uma rede de ensino municipal da Grande São Paulo. Como instrumento foram utilizados um questionário e a técnica de associação livre de palavras. A análise quantitativa dos dados foi realizada por meio do software IRAMUTEQ e teve como base a organização das classes – Dendograma, correlação de palavras – Similitude, Nuvem de Palavras e a Análise Prototípica de palavras. Posteriormente, os dados foram submetidos à Análise de Conteúdo (AC). Os resultados foram sistematizados em três categorias temáticas, a saber: Aspectos relacionados aos Limites e Regras; ao Contato Familiar e à Cognição. Para os professores participantes, as crianças contemporâneas demonstram ser mais inteligentes, ativas e conectadas à tecnologia, contudo, lhes faltam a delimitação de limites e regras e tempo de convívio familiar.

Artigo Especial

8 - Psicopedagogia, Psicopedagogo e a construção de sua identidade

Psychopedagogy, Psychopedagogue and the construction of its identity

Edith Rubinstein

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):310-319

Resumo PDF Português

A identidade do psicopedagogo é dinâmica no sentido de que ela se constrói a partir do conjunto de necessidades, crenças, teorias e práticas. Este conjunto manifesta-se através de um discurso que representa a abordagem psicopedagógica. A Psicopedagogia é uma praxis com diferentes estilos. Chegamos ao tempo no qual se faz necessária a construção de corpus linguístico, o qual paradoxalmente acolha os diferentes estilos/práxis, mas que também expresse um denominador linguístico comum que contribua para a identidade da categoria profissional.

Artigo de Revisão

9 - A neurociência na formação dos educadores e sua contribuição no processo de aprendizagem

The formation of educators in neuroscience and their contribution in learning process

Anne Madeliny Oliveira Pereira de Sousa; Ricardo Rilton Nogueira Alves

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):320-331

Resumo PDF Português

O artigo apresenta-se como forma de investigar como se processa a aprendizagem no cérebro, haja vista a necessidade de métodos didáticos que criam condições para que o aluno avance no seu processo de aprendizagem. Essa pesquisa teve a finalidade de aprofundar conhecimentos teóricos e práticos da neurociência com relação aos processos mentais na formação do sujeito. Buscando explorar sua compreensão para que assim possa proporcionar aos professores capacitação, esta possibilitará de forma qualitativa a inserção de seus alunos na cultura letrada. Já que essa cultura não acontece de modo espontâneo, exigindo a mediação com intencionalidade pedagógica do professor, proporcionando a interação constante e significativa dos alunos com os diferentes suportes e práticas de oralidade de leitura e escrita. Portanto, esse estudo desenvolveu uma revisão de literatura científica em artigos publicados entre janeiro de 2004 a janeiro de 2014, na base de dados Bireme (Biblioteca Virtual em Saúde), além de livros, para a estruturação conceitual e referencial teórico do artigo. O período do estudo transcorreu de dezembro de 2013 a fevereiro de 2014. Dessa forma, a pesquisa buscou verificar a interferência do conhecimento da neurociência na formação dos educadores do sistema de ensino da educação básica. O artigo trouxe a compreensão que esse estudo por parte dos educadores faz-se necessário, pois a neurociência considera o conhecimento das funções cerebrais como peça chave para o estímulo de um desenvolvimento cognitivo saudável.

Relato de Experiência

10 - Processos educativos na adolescência: Possibilidades interventivas na Clínica Psicopedagógica por meio das tecnologias digitais

Educational processes in the adolescence: Interventional possibilities at Psychopedagogical Clinic through digital technologies

Julia Scalco Pereira

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):332-341

Resumo PDF Português

O presente artigo busca refletir sobre as contribuições dos meios digitais em educação, a partir de relato de caso clínico, delineando as concepções acerca da intervenção em Psicopedagogia Clínica com pacientes adolescentes através das novas tecnologias. São apresentadas, inicialmente, caraterísticas gerais da adolescência, deixando claros os processos de modificação enfrentados pelos sujeitos no decorrer desta fase da vida, do ponto de vista das mudanças psicossociais e educativas. Em seguida, são apontadas algumas ideias a respeito da informática educativa e sua importância no processo de aquisição dos conhecimentos no cotidiano escolar e psicopedagógico. Por fim, são tecidas algumas relações entre a intervenção psicopedagógica na adolescência e o uso das tecnologias digitais, de modo a ilustrar algumas possibilidades do uso dessas ferramentas atuais no processo de intervenção e motivação para a construção de aprendizagens com adolescentes.

11 - Intervenção multissensorial e fônica nas dificuldades de leitura e escrita: Um Estudo de Caso

Multisensory and phonic intervention in reading and writing difficulties: A Case Study

Priscila Reis Leal; Tatiana Pontrelli Mecca; Patrícia Botelho da Silva; Darlene Godoy de Oliveira; Elizeu Coutinho de Macedo

Rev. Psicopedagogia 2017;34(105):342-353

Resumo PDF Português

O estudo teve como objetivo avaliar o efeito de intervenção multissensorial e fônica no desenvolvimento de habilidade de leitura e escrita. O estudo foi conduzido com uma criança de 10 anos, sexo masculino, estudante do 3º do Ensino Fundamental I, proveniente de uma escola particular da cidade de São Paulo, com queixa de dificuldades em leitura e escrita. Foram realizadas avaliações pré e pós à intervenção com os seguintes instrumentos: Escala de Inteligência Wechsler para Crianças (WISC-III); Prova de Consciência Fonológica por Produção Oral; Bateria de Avaliação de Leitura e Escrita (BALE); Teste de Desempenho Escolar; Leitura de Texto; Teste de Repetição de Palavras e Pseudopalavras; Redação Temática. As atividades foram desenvolvidas a partir de uma revisão da literatura para elaborar uma proposta de intervenção baseada em evidências científicas. Foram realizadas 20 sessões de intervenção focadas em estratégias fônicas e multissensoriais, durante período de três meses. Os resultados obtidos a partir da comparação de desempenho pré e pós indicaram que houve melhoras nas habilidades de consciência fonológica, compreensão verbal, acurácia de leitura e escrita de palavras após o período de intervenção. Espera-se que este trabalho possa contribuir para a atuação psicopedagógica clínica e educacional, uma vez que elaborar programas de intervenções baseados em evidências pode fundamentar uma prática mais consistente que permita avaliar e identificar melhoras nas habilidades após um curto período de tempo.