VOLUME 21 - EDIÇÃO 65 Maio/ Ago - 2004

Editorial
Relato de Pesquisa

2 - Produção escrita e mediação: o papel do contexto escolar na produção escrita de sujeitos com necessidades educativas especiais

Written production and mediation: the role of school context in the written production of subjects with special educational requirements

Dóris Anita Freire Costa

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):94-107

Resumo PDF Português

O presente texto tem por objetivo mostrar a importância da mediação pedagógica e semiótica - com destaque para o papel do contexto escolar - na apropriação da escrita por sujeitos com necessidades educativas especiais. O que se apresenta é fruto de pesquisa realizada com crianças e adolescentes surdos de duas escolas especializadas. Verificou-se que, apesar dos sujeitos apresentarem características semelhantes, quanto à surdez e aos aspectos socioeconômicos, a qualidade de suas produções textuais variava significativamente, conforme fossem alunos de uma ou outra escola. A partir desse dado, procurou-se investigar variáveis do contexto escolar responsáveis pela qualidade das produções textuais dos alunos, concluindo-se haver necessidade de se satisfazer certas condições básicas para que os sujeitos produzam verdadeiros textos ou eventos comunicativos.

Relato de Experiência

3 - O olhar psicopedagógico na instituição educacional: o psicopedagogo como agente de inclusão social

The specialist's view in the Educational Institution: the psychopedagogue as an agent of social inclusion

Maria Luiza Garitano de Castro

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):108-116

Resumo PDF Português

Este artigo tem por objetivo apresentar a atuação do Psicopedagogo voltada à área institucional, especificamente aquela inserida no contexto educacional junto a adolescentes. Procura mostrar o papel do psicopedagogo institucional como agente de inclusão social. São apresentados cinco casos fundamentados na experiência da autora, sustentados em princípios da Psicologia Analítica, da Psicopedagogia e da Neurociência. Os casos abordam diferentes distúrbios de aprendizagem, de limitações cognitivas e físicas, distúrbios de atenção e questões emocionais. Identifica a demanda pelo estabelecimento e desenvolvimento da parceria família-escola, no que se refere ao comprometimento de ambas quanto ao processo de desenvolvimento do adolescente e suas dificuldades de aprendizagem.

Artigo de Revisão

4 - Considerações sobre a avaliação do processo de ensino-aprendizagem no ensino superior

Reflexions about evaluating the teaching-learning process in university teaching

Maria Aparecida Cória-Sabini; Sérgio Augusto Nader Damasceno

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):117-126

Resumo PDF Português

Discute-se, neste artigo, a função da avaliação no contexto do cotidiano escolar do ensino superior, a partir da análise da literatura, buscando mostrar que a avaliação formativa é a mais adequada para promover o desenvolvimento pessoal e profissional do aluno, bem como para fornecer, ao professor, elementos para uma análise de sua atividade docente.

5 - Dislexia e disgrafia: dificuldades na linguagem

Dyslexia and dysgraphia: language difficulties

Elisabeth Caldeira; Dulce Maria Lázzaris de Oliveira Cumiotto

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):127-134

Resumo PDF Português

A dislexia e a disgrafia têm preocupado educadores, fonoaudiólogos, psicólogos, psicopedagogos e neuropsicólogos, no que se refere à aquisição da linguagem oral e escrita como habilidades sociais e culturais vitais. Neste artigo, tratamos das dislexias e das disgrafias em suas múltiplas diversidades, tais como: de superfície, fonológica ou profunda. Porém, a dislexia pode apresentar-se de modo periférico: negligência, de atenção, letra-por-letra e central. No seminário de Desenvolvimento Neurológico e Aprendizagem, no Programa de Mestrado em Educação na Universidade do Vale do Itajaí, aprofundou-se este tema no sentido de colaborar com os programas de formação inicial e continuada de professores. Propõem-se, ainda, atividades relevantes que, integradas à terapia multidimensional, contribuem para a minimização destes distúrbios.

6 - Intervenções multidisciplinares na escola: uma visão psicopedagógica

Multidiscipline interventions in the school: a special education vision

Elizabeth Polity

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):135-145

Resumo PDF Português

A mudança mais importante na educação suscitada por novas demandas sociais é que a escola deve hoje incorporar, de forma sistemática, a tarefa de formação do sujeito. Não deve se ater só ao núcleo básico do desenvolvimento cognitivo, mas também o da personalidade, o da afetividade, o da sociabilidade, ou seja, tende a assumir características de uma instituição que se poderia chamar de escola familiar. Mas, para que a escola possa estar apta a corresponder a estas novas expectativas é preciso que adote um outro paradigma educacional. Que tenha uma visão ampla o suficiente para comportar o sujeito da aprendizagem, sua família e seus sistemas significativos, funcionando muitas vezes, como mediadora do processo inter-relacional.

Artigo Original

7 - A influência do perfil de leitor nas habilidades ortográficas

The influence of the reader profile in the orthographic abilities

Jaime Luiz Zorzi; Marisa T. Serapompa; Adriana T. Faria; Polyana S. Oliveira

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):146-156

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Partindo da hipótese de que certos hábitos e atitudes, como a alta freqüência da leitura, podem influenciar no conhecimento ortográfico reduzindo os erros da escrita, este trabalho tem por objetivo investigar as relações entre diferentes perfis de leitor e a aprendizagem da ortografia: mais especificamente, caracterizar diferentes perfis de leitor a partir de hábitos e atitudes; identificar um perfil de domínio ortográfico através da quantificação de erros e analisar as possíveis relações entre os perfis de leitores e os de ortografia.
MÉTODO: Participaram 268 crianças freqüentando da 1ª à 4ª séries do ensino fundamental, rede privada, respondendo a um questionário acerca de hábitos e atitudes frente à leitura, a fim de definir o perfil de leitor, assim como produzindo uma série de escritos a fim de definir os níveis de conhecimento da ortografia.
CONCLUSÃO: Constatou-se que há uma influência positiva em termos de perfil de leitor em relação ao domínio da ortografia, de modo que quanto mais ativo é o leitor, menor tende a ser o número de erros que se observa. Por outro lado, verificou-se que enquanto há um efeito favorável da intervenção escolar em termos do conhecimento ortográfico, o mesmo efeito não se observa quanto à formação de um número maior de crianças que se transformem em leitores mais ativos.

8 - A influência da respiração oral no processo de aprendizagem da leitura e escrita em crianças pré-escolares

The influence of mouth breathing on reading and writing learning in preschool children

Kátia A. Kuhn Chedid; Renata C. Di Francesco; Paula Andreya de Souza Junqueira

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):157-163

Resumo PDF Português

INTRODUÇÃO: Recentemente, tem-se relacionado respiração oral a insucessos no desempenho escolar. Esta é uma das queixas mais freqüentes na idade pré-escolar e é causada, principalmente, pelos processos alérgicos e o aumento de amígdalas e adenóide.
OBJETIVO: Comparar o processo de aquisição da linguagem escrita e problemas disciplinares entre crianças com e sem distúrbios respiratórios.
MÉTODO: Realizado levantamento de prontuários de 152 pré-escolares de escola particular na cidade de São Paulo em 2002, sobre desempenho escolar. Foi investigado o quadro de respiração oral e os professores classificaram o nível de aquisição da linguagem escrita de acordo com Emília Ferreiro. Foram avaliados, ainda, os aspectos disciplinares e encaminhamento ao reforço escolar. Problemas emocionais, visuais ou auditivos, também foram levantados e agrupados sob a denominação de dificuldades.
RESULTADOS: Houve um predomínio de meninos no grupo com respiração oral. Há maior número de crianças com respiração oral dentre as que participam do reforço escolar e encontram-se nos níveis de aquisição da linguagem não adequados para esta faixa etária. Não houve relação com o grupo descrito como dificuldades. Houve relação entre problemas de disciplina e respiração oral.
CONCLUSÃO: Há relação entre respiração oral e problemas disciplinares e de aprendizado. É de grande importância a orientação e o conhecimento dos profissionais da educação sobre a relação da respiração oral, roncos, distúrbios respiratórios do sono e o desempenho escolar e aprendizado, a fim de reconhecer as crianças e orientar os pais na busca de um tratamento específico, contribuindo para uma melhora da evolução do aprendizado das crianças.

9 - "DDA" e outras novas siglas associadas a limitações de ensino e aprendizagem escolar

"ADD" and other new abbreviations associate with teaching and learning school limitations

Anna Maria Vieira Pires Gil

Rev. Psicopedagogia 2004;21(65):164-176

Resumo PDF Português

Este artigo relata uma pesquisa exploratória sobre atendimento neurológico de crianças com queixa escolar. Questiona diagnósticos classificatórios, que ampliam a generalização de prejuízos pessoais, bem como o tratamento farmacológico para as dificuldades de aprendizagem na escola, sem a devida identificação de qualquer etiologia orgânica cerebral e demais sintomas que lhe são peculiares. Salienta a especial importância da psicopedagogia do ensino-aprendizagem da leitura, bem como do trabalho visando incentivo e desenvolvimento da atenção concentrada.

Resenha