VOLUME 26 - EDIÇÃO 79 Jan/ Abr - 2009

Editorial
Artigo Especial

2 - La potencia atencional de la alegría1

Alicia Fernández

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):3-11

Resumo PDF Português

Precisamos rescatar la alegría de hacer-se en psicopedagogía. Antes de buscar nuevas respuestas para viejas preguntas, propongo formular nuevas preguntas. Desmontar lo establecido y transformar nuestro modo de pensar como psicopedagogos. Necesitamos dar atención a las "capacidades" para entender los "déficits", para generar espacios de autoría y así dar lugar a la potencia atencional de la alegría. Ante el arsenal de propuestas engañosas dirigidas a convencer sobre los diferentes métodos empleados para superar los "déficits atencionales", basados en falsas teorías y aún contrarias a los saberes de educadores, psicólogos y psicopedagogos, propongo aquí algunas cuestiones sobre los conceptos de "modalidades atencionales" y de "capacidad atencional". Capacidad que se imbrica con el jugar y se estructura en la pulsión epistemofílica. Es pulsión de vida. Se construye. Se aprende. El aprender bebe en su fuente y la nutre. Las enseñanzas de Donald Winnicott, quien asocia el jugar con la "capacidad para estar a solas en presencia de otro disponible" ("capacity to be alone") y la "capacidad de interesarse por el otro" ("capacity for concern"), nos sirven de soporte.

3 - O grito da professora: do implícito ao explícito

The teacher's cry: from the implicit to the explicit

Evelise Maria Labatut Portilho; Laura Monte Serrat Barbosa

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):12-22

Resumo PDF Português

Neste trabalho, faz-se um recorte da pesquisa Aprendizagem e Conhecimento na Formação Docente, que foi realizada numa Rede Municipal de Ensino do Estado do Paraná, nas turmas da 1ª etapa do 1º ciclo do Ensino Fundamental. O objetivo do presente estudo é entender o que se encontra implícito na dinâmica e na temática do ambiente educativo, mais especificamente da sala de aula. Buscou-se observar as estratégias utilizadas pela professora, a conduta dos alunos diante dessas estratégias e a identificação do estilo de ensinar. A tendência tradicional, presente nas estratégias e no estilo de ensinar da grande maioria das professoras, parece não ser uma escolha, e sim falta de oportunidade de fazer reflexões sobre a prática educativa e de praticar as conclusões de tais reflexões. Mais do que realizar uma crítica às inadequações observadas, a intenção é de compreendê-las como um pedido de ajuda da professora.

Artigo Original

4 - Relação entre a opinião dos pais e professores sobre transtorno do desenvolvimento da coordenação (TDC) e os resultados do exame motor em escolares de ensino público municipal

Relation between the point of view of parents and teachers about the DCD with the results of motor tests in students from 1st to 4th grades of elementary school of public education

Talita Regina Valle; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):23-32

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Relacionar a opinião dos pais e professores sobre o transtorno do desenvolvimento da coordenação (TDC) com os resultados do exame motor em escolares de 1ª a 4ª série do ensino fundamental público.
MÉTODO: Participaram deste estudo 88 escolares, na faixa etária de 6 anos e 1 mês a 12 anos e 11 meses, de ambos os gêneros, com escolaridade variando de 1ª a 4ª série do ensino fundamental público municipal, divididas em 2 grupos: GI (composto por 44 escolares, de ambos os gêneros, com dificuldades de aprendizagem) e GII (composto por 44 escolares, de ambos os gêneros, sem dificuldades de aprendizagem, pareados segundo gênero e faixa etária com GI). Foi aplicado um questionário sobre aspectos característicos de escolares com TDC aos pais e professores; e aos escolares, o Exame Motor para diagnóstico de Déficit de Atenção, Controle Motor e Percepção, após assinatura do termo de consentimento por pais ou responsáveis.
RESULTADOS: Foi possível verificar que os escolares que apresentam dificuldades de aprendizagem não apresentaram desempenho motor inferior do que os escolares sem dificuldades de aprendizagem. Além disso, foi verificado que os escolares com dificuldade de aprendizagem, em sua maioria, não apresentaram comportamentos de TDC, tanto na avaliação de pais quanto de professores.
CONCLUSÃO: Pode-se concluir que a opinião dos pais e professores sobre o TDC está em concordância com os resultados obtidos na avaliação aplicada, uma vez que, tanto no questionário sobre comportamento de TDC, quanto nas provas aplicadas, os escolares com dificuldade de aprendizagem não demonstraram dificuldades motoras no geral.

5 - Caracterização do desempenho motor em escolares com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade

Characterization of motor performance in students with attention deficit hyperactivity disorder

Cintia Sicchieri Toniolo; Lara Cristina Antunes dos Santos; Maria Dalva Lourenceti; Niura Aparecida de Moura Ribeiro Padula; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):33-40

Resumo PDF Português

OBJETIVOS: Caracterizar e comparar o desempenho motor de escolares com Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) com o desempenho de escolares com desenvolvimento neuropsicomotor normal e verificar a ocorrência de Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação (TDC) nos escolares com TDAH deste estudo.
MÉTODO: Participaram deste estudo 30 escolares de 1ª a 4ª séries, na faixa etária de 6 a 12 anos de idade, de ambos os gêneros, divididos em 2 grupos: GI - composto de 15 escolares com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDA/H) e GII - composto de 15 escolares com desenvolvimento neuropsicomotor normal. Foi aplicado o Exame Motor para o diagnóstico de Déficit de Atenção, Controle Motor e Percepção (DAMP).
RESULTADOS: Os resultados evidenciaram diferença estatisticamente significativa, revelando que o GI apresentou desempenho inferior em provas de habilidades motoras grossa e fina.
CONCLUSÃO: Os escolares com TDAH deste estudo, por apresentarem desempenho inferior no exame motor, possuem quadro de TDC em comorbidade, não sendo, portanto, os problemas de coordenação aqui evidenciados características do TDAH.

6 - Fracassos, representações e exclusões no processo de permanência na escola

Learning failures, personal perceptions and exclusions in the process of school attendance

Claudia Gomes; Vera Lucia Trevisan de Souza

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):41-47

Resumo PDF Português

As ações de inclusão escolar parecem esbarrar ainda na inadequação das práticas pedagógicas que "contemplem, efetivamente, a diversidade". Para tanto, esta pesquisa lançou como objetivo geral explorar as representações compartilhadas pelos profissionais da educação quanto à situação de fracasso dos alunos. Com um delineamento qualitativo de pesquisa, foram participantes do estudo quatro professoras de educação regular de uma escola particular da região do Grande ABCD/SP. Como recursos foram priorizados os sistemas conversacionais firmados entre a pesquisadora e os participantes, durante o período sete meses de visitas diárias realizadas à instituição escolar. As informações obtidas foram, primeiramente, contextualizadas, e posteriormente, elencadas em categorias de indicadores. Pode ser constatado que o indicador central que permeia a prática escolar das profissionais é o que tende a considerar que a "situação de fracasso escolar tem raízes externas às relações escolares", e que essa situação vivenciada é determinante e aniquiladora das potencialidades destes alunos. Esta representação é que vem configurando o sistema organizacional, ao tema específico da inclusão escolar, desconsiderando os alunos em situação de fracasso escolar como sujeitos ativos e potenciais de seu desenvolvimento, fato que vem contrapor-se às divulgadas ações inclusivas e que, consequentemente, distancia cada vez mais estes alunos da possibilidade de assumirem efetivamente novas possibilidades de ações individuais e sociais nas relações de acesso e permanência escolar.

7 - Compreensão, velocidade, fluência e precisão de leitura no segundo ano do ensino fundamental

Reading comprehension, velocity, fluency and precision in the second grade of elementary school

Renata Mousinho; Fernanda Mesquita; Josi Leal; Lia Pinheiro

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):48-54

Resumo PDF Português

O objetivo geral deste trabalho é estabelecer correlações entre fluência, precisão, velocidade e compreensão de leitura no português do Brasil em estudantes do 2º ano do ensino fundamental, bem como suas relações com as habilidades metalinguísticas e cognitivas. A amostra foi formada por 45 crianças do 2º ano do ensino fundamental, com idade com média etária de 7,58 anos (desvio padrão de 3,793), tendo sido avaliados a velocidade de leitura, a leitura de palavras, a consciência fonológica, o span dígitos e repetição de não palavras e a nomeação automatizada rápida. A análise em Cluster definiu dois grupos, o Grupo 1, com leitura lenta, padrão silabado e poucas possibilidades de compreensão e o Grupo 2, com velocidade duas vezes mais rápida, padrão de pausado a fluente e interpretação eficiente. A correlação (Pearson) entre compreensão, padrão, velocidade e precisão de leitura foi considerada de alta significância estatística em todas as combinações possíveis. A compreensão apresentou alto nível de significância em quase todas as habilidades investigadas, sendo mais discreta apenas na repetição de não palavras. Esta alta significância estatística revelada mostra que estes podem ser bons indicadores precoces de dificuldades na área, associados às habilidades já mais amplamente descritas de consciência fonológica, nomeação automatizada rápida e memória de trabalho. Tais dados corroboram a literatura.

8 - Inclusão escolar: há coesão nas expectativas de pais e professores?

Inclusive education: parents and teachers perspectives

Gilcineia Maria Silveira Cintra; Sonia das Dores Rodrigues; Sylvia Maria Ciasca

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):55-64

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Avaliar as expectativas de diferentes grupos envolvidos no processo de inclusão escolar: professores, pais de alunos com necessidades educativas especiais (NEE) e pais de alunos cujos filhos estão matriculados em classe onde há crianças com NEE.
MÉTODO:
A pesquisa foi desenvolvida em uma escola particular da cidade de Campinas, São Paulo. Fizeram parte do estudo 16 pais e quatro professores. Dentre os pais, quatro tinham filhos com NEE e 12 não. As crianças estavam matriculadas no ensino infantil (I, II e III) e na 1ª série do ensino fundamental. A avaliação das expectativas dos indivíduos envolvidos foi realizada por meio de questionário semi-estruturado, elaborado para esse fim. A análise dos dados foi feita de forma qualitativa.
RESULTADOS: Os resultados mostraram que houve divergências nas expectativas entre os indivíduos ouvidos (pais e professores). Enquanto os professores priorizam o aspecto emocional e social da inclusão, os pais demonstraram que esperam que se priorize e se atente para os aspectos emocional, social e pedagógico. Questiona-se se a postura dos professores pode estar relacionada com o conceito de auto-eficácia e se chama a atenção para a necessidade de se ouvir também os pais que não têm crianças com NEE.
CONCLUSÃO: Conclui-se que as divergências encontradas têm seus aspectos positivos, já que abrem caminho para discussões entre todos os envolvidos com a inclusão escolar e, consequentemente, para a melhoria do projeto pedagógico.

9 - O uso de instrumentos neuropsicológicos na avaliação de dificuldades de aprendizagem

Use of neuropsychological tests for the assessment of learning disabilities

Camila Rosa de Oliveira; Jaqueline de Carvalho Rodrigues; Rochele Paz Fonseca

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):65-76

Resumo PDF Português

A Neuropsicologia relaciona-se a demais áreas afins tanto da saúde quanto da educação. Contudo, a intersecção entre a Neuropsicologia e a Psicopedagogia encontra-se ainda incipiente no Brasil. Nesse contexto, realizou-se uma revisão sistemática para verificar quais instrumentos neuropsicológicos vêm sendo utilizados na avaliação das dificuldades de aprendizagem (DA) e quais são as principais populações investigadas nessas publicações. Para tanto, analisaram-se artigos entre 1999 e 2008. Na base de dados MEDLINE, utilizaram-se as combinações de palavras-chave learning disabilities and child and cognition, e learning disabilities and child and neuropsychology - esta acrescida por uma das palavras que seguem: test, evaluation ou assessment. Na consulta à SciELO, a palavra-chave "aprendizagem" foi combinada com "Neuropsicologia" e "cognição". Analisaram-se apenas artigos que apresentavam estudos empíricos, avaliavam DA a partir de instrumentos neuropsicológicos, incluíam criança(s) na amostra e eram redigidos em português, espanhol ou inglês. Encontraram-se 33 artigos que contemplavam os critérios de inclusão, com 60 instrumentos neuropsicológicos. As escalas Wechsler foram as mais utilizadas, estando presentes em 48% dos artigos. Os estudos em sua totalidade investigaram populações clínicas. O emprego de testes neuropsicológicos na área da aprendizagem demonstra-se importante, visto que diversos componentes cognitivos estão envolvidos nesse processamento. Entretanto, a avaliação neuropsicológica no contexto da detecção de DA precisa ser melhor aprofundada quantitativa e qualitativamente, visto que a interpretação de seus resultados ainda é realizada de maneira insuficiente. Dessa forma, os resultados de avaliações neuropsicológicas contribuirão de modo mais acurado para os processos de avaliação e reabilitação de DA, sempre com abordagens interdisciplinares.

10 - Prueba del dibujo de una persona para estimar la habilidad intelectual para en niños, adolescentes y adultos, DAP-IQ (Reynolds y Hickman, 2004)

Draw-a-person intellectual ability test for children, adolescents and adults, DAP: IQ (Reynolds and Hickman, 2004)

César Merino Soto; Luis Honores Mendoza; Walter García Ramírez

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):77-87

Resumo PDF Português

Se presenta, un análisis descriptivo de las propiedades psicométricas y sugerencias aplicativas de la Prueba de Habilidad Intelectual para el Dibujo de una Persona en Niños, Adolescentes y Adultos, DAP: IQ, la cual nos permite hacer una estimación de la habilidad intelectual de forma general, en personas con edades desde los 4 hasta los 89 años; por medio del dibujo de la figura humana. Posee una aplicación e interpretación sencilla y rápida; permitiendo estimar la inteligencia de manera confiable y válida, pues posee menos influencia de la habilidad artística y motora, con respecto a pruebas anteriores de la misma naturaleza; y un mayor control de aspectos culturales en el sistema de calificación del dibujo. Se comentan las ventajas y limitaciones.

Artigo de Revisão

11 - Caracterizando e correlacionando dislexia do desenvolvimento e processamento auditivo

Characterization and correlation of developmental dyslexia and auditory processing

Monique Antunes de Souza Chelminski Barreto

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):88-97

Resumo PDF Português

Para um adequado diagnóstico e intervenção terapêutica, é fundamental que se conheçam as alterações de comunicação e suas correlações. Desta forma, o psicopedagogo pode se utilizar de instrumentos para uma intervenção adequada no que diz respeito ao desenvolvimento da linguagem oral e escrita. Pode-se considerar que, no que diz respeito às características, a dislexia emerge normalmente nos momentos iniciais da aprendizagem da leitura e da escrita, usualmente não antes do final da primeira ou segunda série. Contudo, pesquisadores como Estill (2005) e Pennington (1997) referem que precursores da dislexia estão presentes antes da idade escolar. Quanto às alterações do processamento auditivo, estas podem estar contidas em quadros de distúrbios de linguagem, piorando o desempenho de indivíduos em tarefas de compreensão do som que requeiram habilidades auditivas. Tais alterações podem atuar como causa das dificuldades de linguagem que ocorrem quando o indivíduo falha ao receber ou resgatar, pela via da audição, o que foi ouvido (Pereira, 1996). A presente pesquisa pretendeu oferecer a definição de dislexia de desenvolvimento, sua etiologia, incidência, características e intervenção, bem como a definição de processamento auditivo, seus métodos de avaliação, características e correlação com a dislexia do desenvolvimento. A partir dessa revisão da literatura, pretende-se oferecer suporte teórico para o psicopedagogo e profissionais de áreas afins intervirem de forma eficaz ao se depararem com um indivíduo que apresenta de forma associada a dislexia do desenvolvimento e a desordem do processamento auditivo.

12 - Los programas de cualificación profesional inicial: una experiencia en un aula adaptativa

The programs of initial professional qualification: an experience in an adaptative class

Blanca Arteaga Martínez

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):98-107

Resumo PDF Português

Este artículo expone de forma resumida el marco legal de la estructura de los Programas de Cualificación Profesional Inicial en España y analiza la situación real de implementación en una de las aulas de la Comunidad de Madrid, utilizando como base metodológica la expuesta por las teorías de Educación Adaptativa.

13 - De la exclusión a la inclusión: una forma de entender y atender la diversidad cultural en las instituciones escolares

From exclusion to inclusion: a way to understand and deal with cultural diversity in school institutions

Mercedes García García; Diana García Corona; Chantal Biencinto López; Coral González Barberá

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):108-123

Resumo PDF Português

A atenção à diversidade é um princípio básico dos sistemas educacacionais atuais. A literatura sobre diversidade aborda diferentes campos (socioeducativo, educação especial e psicopedagógico), todos eles trabalhando em paralelo. Como conseqüência, diferentes abordagens têm sido desenvolvidas compartilhando bases similares, mas usando terminologias distintas. O objetivo deste artigo é elaborar uma estrutura comum que, derivada da teoria e da prática educativa, nos ajude a compreender os diferentes caminhos de enfrentar e lidar com a diversidade em todas as instituições de escola. Nós defendemos que a teoria de todos os elementos (cultural, específico e individual) estão unidas em uma única dimensão que possa ser útil aos administradores, aos investigators e aos educadores com obejtivo de elaborar propostas educacacionais coerentes e para interpretar a realidade sob a mesma referência.

Ponto de Vista

14 - Ensino inclusivo: aspectos relevantes

Inclusive education: relevant aspects

Fernanda Piovesan Dota; Denise Maria Alves Álvaro

Rev. Psicopedagogia 2009;26(79):124-128

Resumo PDF Português

O tema inclusão tem gerado muitas discussões no meio acadêmico, na política e na sociedade em geral; existe grande dificuldade em definir o termo inclusão e o quanto este processo tem exercido de maneira efetiva aquilo a que foi proposto. Embora com muitas falhas, os autores discutem o ensino inclusivo como um benefício para todos os envolvidos. A educação especial no Brasil, a partir da década de 60 do século passado, produziu a marginalização e, conseqüentemente, a homogeneização, sendo estes vistos até hoje como produtos de uma construção histórica e política da sociedade. Profissionais despreparados e desmotivados são alvos de críticas na sociedade quando o assunto é a inclusão de portadores de necessidades especiais na rede pública. Existe a necessidade de cursos preparatórios e seminários sobre o assunto no que se refere à aquisição de informação a respeito deste novo processo.

Entrevista
Resenha