VOLUME 28 - EDIÇÃO 85 Jan/ Abr - 2011

Editorial
Artigo Original

2 - Treinamento de habilidades fonológicas em escolares de risco para dislexia

Phonological skills training in students at risk for dyslexia

Cintia Cristina Fadini; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):3-13

Resumo PDF Português

OBJETIVO: O presente estudo teve por objetivo verificar a eficácia do treinamento de habilidades fonológicas em escolares de risco para dislexia.
MÉTODO: Participaram do estudo 60 escolares de escola pública municipal, de 1ª série, de ambos os gêneros, na faixa etária de 6 a 7 anos idade. Neste estudo, foi realizada a adaptação brasileira da pesquisa sobre treinamento de habilidades fonológicas composta de pré-testagem, intervenção e pós-testagem. Em situação de pré e pós-testagem, os escolares foram submetidos ao teste para a identificação precoce dos problemas de leitura e aqueles que apresentaram desempenho inferior a 51% das provas do teste foram divididos em GI: 19 escolares submetidos ao treinamento de habilidades fonológicas; e em GII: 41 escolares não submetidos ao treinamento de habilidades fonológicas.
RESULTADOS: Os resultados revelaram diferenças estatisticamente significantes, evidenciando que dos 19 escolares submetidos ao treinamento de habilidades fonológicas, 16 apresentaram melhor desempenho em situação de pós-testagem. Apenas 3 escolares não responderam à intervenção proposta, sendo submetidos à avaliação interdisciplinar.
CONCLUSÃO: A melhora das habilidades fonológicas e de leitura em situação de pós-testagem em relação à pré-testagem comprova a eficácia do treinamento de habilidades fonológicas em escolares de risco para dislexia.

3 - Desenvolvimento de ferramentas pedagógicas para identificação de escolares de risco para a dislexia

Developing pedagogical tools for early identification of students at risk for dyslexia

Olga Valéria Campana dos Anjos Andrade; Paulo Sérgio Teixeira do Prado; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):14-28

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Elaborar e aplicar atividades pedagógicas coletivas, que avaliem as habilidades fonológicas em pré-leitores e leitores iniciantes e que sirvam como potenciais instrumentos de rastreamento para ajudar na identificação de escolares de risco para desenvolver dificuldades na leitura-escrita.
MÉTODO: As tarefas FAE (ferramentas alternativas do educador) basearam-se em tarefas fonológicas clássicas conhecidas como "categorização de sons" e no Protocolo de Habilidades Cognitivo-Linguísticas. As FAE consistiram basicamente no pareamento entre figuras e de figuras com palavras que apresentam similaridades fonológicas no início (aliteração) ou no final (rima) e foram aplicadas em 45 escolares, de ambos os gêneros, com idade média de 7 anos e 4 meses, juntamente com o referido protocolo.
RESULTADOS: O protocolo comprovou sua eficácia confirmando que a consciência fonológica, a memória de trabalho verbal e a nomeação rápida consistem nos principais fatores de risco para a dislexia e com as quais as FAE apresentaram suas mais fortes correlações, além da discriminação fonêmica. As tarefas FAE também foram fortemente correlacionadas com a leitura e a escrita.
CONCLUSÃO: Escolares de risco para dislexia podem ser identificados por meio de ferramentas pedagógicas desenvolvidas, testadas e adaptadas para a realidade educacional brasileira, sendo este um promissor campo de pesquisa com potencial para ajudar a evitar o atual excessivo número de escolares equivocadamente considerados disléxicos e indevidamente encaminhados para os serviços públicos competentes, bem como indicar as abordagens teórico-empíricas mais adequadas para orientar nossa educação.

Relato de Experiência

4 - Pesquisando metodologias de (re)construção de aprendizagens a partir da interação com o computador

Searching methodologies of (re)construction of learnings from the interaction with the computer

Joelma Cristina Santos; Maria de Fátima Aranha de Queiroz e Melo

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):29-40

Resumo PDF Português

Este artigo relata um processo de Iniciação Cientifica, cujo objetivo foi investigar metodologias para (re)construção de aprendizagens a partir da interação com o computador. Inicialmente, para a composição de um catálogo de jogos eletrônicos, foram feitas buscas na Internet, coletando softwares capazes de deflagrar diferentes aprendizagens, sendo classificados de acordo com a temática abordada e quanto ao nível de dificuldade apresentada. Além deste instrumento, algumas atividades, tradicionalmente usadas na clínica, foram traduzidas para serem realizadas com o auxílio do computador e da Internet. Na segunda parte do trabalho, foram realizados dois atendimentos clínicos pautados no modelo da Epistemologia Convergente com crianças inscritas no Serviço de Psicologia Aplicada da Universidade Federal de São João Del-Rei. A partir dos resultados apresentados, discutimos como o uso de jogos eletrônicos e de outras atividades mediadas pelo computador pode se constituir numa ferramenta possível para promover uma aproximação mais interessada e menos apreensiva dos pontos de dificuldade que a escola não consegue resolver pelos métodos mais tradicionais utilizados em sala de aula.

5 - Bonecas, diversidade e inclusão: brincando com as diferenças

Dolls, diversity and inclusion: playing with diversity

Michelle Brugnera Cruz

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):41-52

Resumo PDF Português

O presente relato de experiência procura problematizar as bonecas, que historicamente fazem parte das brincadeiras infantis e representam os ideais de infância da sociedade. Apresentou-se às crianças uma coleção de bonecas e bonecos "diferentes": negros, cadeirantes, idosos, com Síndrome de Down, grávidas, entre outros, que foram incluídos nas suas brincadeiras. Buscou-se, com esses materiais, compreender como as crianças operam com os conceitos de diversidade e inclusão. Para a realização da revisão teórica, inspirou-se em autores pós-estruturalistas e nos Estudos Culturais, tratando as bonecas como artefatos culturais. Inicialmente, faz-se uma breve aproximação entre a história das bonecas e a história da infância, versando sobre a representação de normalidade e os modos de ser sujeito infantil por meio das bonecas. Tentou-se descrever as práticas discursivas que emergiram das conversas, atitudes e interações nas brincadeiras, para entender como as crianças operavam tais conceitos. O estudo aponta que a possibilidade de brincar com bonecas diferentes, que representam a diversidade, favorece atitudes mais inclusivas e a aceitação das diferenças.

Artigo de Revisão

6 - Redes sociais e relacionamentos de amizade ao longo do ciclo vital

Social networks and friendship relationships throughout the lifespan

Diogo Araújo de Sousa; Elder Cerqueira-Santos

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):53-66

Resumo PDF Português

As redes sociais são um fato inerente ao existir humano. Dentro das redes, os relacionamentos de amizade ocupam grande espaço, e continuam predominando mesmo quando contabilizados somente os relacionamentos íntimos. A presente revisão da literatura teve por objetivo analisar os estudos sobre redes sociais e relacionamentos de amizade ao longo do desenvolvimento no ciclo vital. Trata-se de uma proposta de revisão à luz da Psicologia do Desenvolvimento. Pesquisas têm se dedicado a investigar o impacto dos relacionamentos de amizade sobre o desenvolvimento humano durante as várias fases do seu ciclo vital. Elas focalizam vários aspectos, como habilidades sociais, saúde, qualidade de vida e longevidade. Os achados apontam para uma grande relevância dos relacionamentos de amizade no desenvolvimento humano. A literatura se mostra consensual quanto ao fato de que os amigos desempenham um importante papel ao longo de todo o ciclo vital; na maior parte do tempo, para melhorias na qualidade de vida.

7 - A importância da figura paterna para o desenvolvimento infantil

The importance of the father in child development

Edyleine Bellini Peroni Benczik

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):67-75

Resumo PDF Português

Em função das transformações sociais, culturais e familiares ocorridas, desde o século passado, o papel da figura paterna passou e está passando por mudanças significativas na nossa sociedade. O objetivo do presente artigo é trazer à luz algumas reflexões sobre o atual papel do pai, tanto para o filho, quanto para a família, bem como a sua grande importância na estruturação psíquica e no desenvolvimento social e cognitivo da criança.

8 - Interfaces conceituais entre os pressupostos de L. S. Vygotsky e de R. Feuerstein e suas implicações para o fazer psicopedagógico no âmbito escolar

Conceptual interfaces between the envisions by L. S. Vygotsky and R. Feuerstein and their inferences toward the psychopedagogic making within the schooling field

Marcelo Salami; Dirléia Fanfa Sarmento

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):76-84

Resumo PDF Português

A educação é um direito universal e um dos elementos fundamentais para o desenvolvimento das pessoas e da sociedade. Para responder às novas exigências da sociedade do conhecimento, as intervenções educativas ou psicopedagógicas precisam abranger não somente a dimensão cognitiva, mas atentar também às dimensões afetivo-emocionais, socioculturais, éticas e morais. Visto sob esta perspectiva, entende-se que a interlocução entre os princípios teóricos sociointeracionistas (neste texto representados pelas Teorias de Vygotsky e Feuerstein) podem constituir-se em alicerce para uma intervenção educativa e/ou psicopedagógica significativa. Com tal intervenção, objetiva-se a potencialização dos processos de aprendizagem e a mobilização dos sujeitos da educação a se tornarem protagonistas de sua constituição pessoal.

9 - Habilidades metalinguísticas no processo de alfabetização de escolares com transtornos de aprendizagem

Metalinguistic skills in the literacy process of children with learning disorders

Vera Lúcia Orlandi Cunha; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):85-96

Resumo PDF Português

O propósito da alfabetização é auxiliar as crianças a compreenderem o que lêem e a desenvolver estratégias para continuar a ler com autonomia. Aprender a ler requer compreender o princípio alfabético para usar regras de correspondência grafema-fonema para decodificar informações. No entanto, algumas crianças apresentam consideráveis dificuldades para aprender estas habilidades, as quais se tornam obstáculos para a assimilação dos conteúdos propostos. A principal característica deste tipo de dificuldade é o baixo rendimento ou desempenho em atividades como leitura, escrita ou cálculos matemáticos em relação ao que se poderia esperar da criança, de acordo com sua inteligência e oportunidades. Com base nas considerações expostas, este estudo busca fazer uma reflexão sobre a alfabetização de escolares que apresentam transtornos de aprendizagem e o desenvolvimento das habilidades metalinguísticas envolvidas na aquisição da leitura e escrita. Para tanto, é importante levar em consideração alguns aspectos sobre a linguagem oral e escrita e sobre o desenvolvimento da leitura, assim como as habilidades consideradas fundamentais neste processo. Além disto, é fundamental que sejam explicitadas a classificação dos transtornos de aprendizagem e a definição de cada um deles para que a reflexão proposta por este estudo possa trazer à tona a compreensão de que as dificuldades apresentadas por estes escolares podem ter como base alterações no desenvolvimento destas habilidades. Sendo o comprometimento das habilidades metalinguísticas presente nos transtornos de aprendizagem, torna-se necessário que tais habilidades sejam desenvolvidas, para assim garantir o sucesso da aprendizagem da leitura e da escrita.

10 - A entrevista de anamnese sob a ótica do referencial teórico psicodramático: uma contribuição para a psicopedagogia

The anamnesis interview under the optic of the psycodramatic theory: a contribution to Psychopedagogy

Maria Inês Paton Ramos

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):97-102

Resumo PDF Português

Para Jacob Levi Moreno, idealizador da teoria psicodramática, o indivíduo nasce em Sociedade e necessita dos outros para sobreviver, sendo apto para a convivência com os demais. E é concebido e estudado por meio de suas relações interpessoais. O presente artigo tem como objetivo abordar alguns referenciais teóricos da teoria psicodramática: os conceitos de matriz de identidade, da teoria dos papéis e do átomo social e propor esta ótica teórica ao psicopedagogo para auxiliá-lo na compreensão da história de vida do paciente, durante a entrevista de anamnese no diagnóstico psicopedagógico.

11 - Avaliação da produção sobre leitura crítica no PsychINFO

Evaluation of production about critical reading in the PsychINFO

Carmen Lúcia Hussein

Rev. Psicopedagogia 2011;28(85):103-113

Resumo PDF Português

Trata-se de meta-análise sobre o ensino de Leitura Crítica, tema de 34 trabalhos arrolados no PsychINFO (2002/2008). A análise do material demonstrou que os títulos estão de acordo com as regras do discurso científico; há predomínio de trabalhos teóricos com relação ao de pesquisas; é uma subárea carente de pesquisa, havendo dispersão de dados em relação a tipo de participantes, temas e tipos de pesquisa.