VOLUME 29 - EDIÇÃO 89 Maio/ Ago - 2012

Editorial
Artigo Original

2 - Correlação entre habilidades cognitivo-linguísticas em escolares com dificuldades de aprendizagem

Correlation between cognitive-linguistic skills in students with learning difficulties

Cláudia da Silva; Simone Aparecida Capellini

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):183-193

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Verificar a existência de associação entre habilidades de mesmo domínio cognitivo, do teste de desempenho cognitivo-linguístico - versão coletiva e individual -, em escolares com dificuldades de aprendizagem.
MÉTODO: Participaram deste estudo 57 escolares da 4ª série do ensino fundamental, com idade entre 10 anos e 5 meses a 14 anos e 7 meses, de ambos os gêneros. Como procedimento foi utilizado o Teste de Desempenho Cognitivo-Linguístico, versão coletiva e individual. A versão coletiva é composta por habilidades de escrita, aritmética, processamento auditivo e processamento visual, e a versão individual é composta por habilidades de leitura, consciência fonológica, processamento auditivo, processamento visual e velocidade de processamento.
RESULTADOS: Os resultados deste estudo revelaram coeficiente de correlação positivo entre as variáveis dos subtestes, sugerindo que, quanto maiores os valores de uma variável, tanto maiores os valores da outra.
CONCLUSÃO: A correlação de cada prova das habilidades do Teste de Desempenho Cognitivo-Linguístico apresentou comportamentos paralelos, indicando que, para as provas correlacionadas, o desempenho em uma variável interfere no desempenho da outra, ocasionando, assim, um déficit quanto ao desempenho desses escolares em sala de aula.

3 - A consciência fonológica, a consciência lexical e o padrão de leitura de alunos com dislexia do desenvolvimento

Phonological awareness, lexical awareness and reading patterns of students with developmental dyslexia

Ana Maria Gomes Campos; Luciana Ribeiro Pinheiro; Sandra Regina Kirchner Guimarães

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):194-207

Resumo PDF Português

INTRODUÇÃO: Muitos autores têm buscado estabelecer relações entre dificuldades de aprendizagem na leitura com habilidades metalinguísticas. Contudo, ainda são pouco numerosos os estudos que analisam as habilidades metalinguísticas nos alunos com dislexia do desenvolvimento. Este estudo de caráter exploratório-descritivo teve como objetivo investigar o desempenho de alunos com dislexia do desenvolvimento (dislexia fonológica e de superfície) em tarefas de avaliação de duas habilidades metalinguísticas: consciências fonológica e lexical.
MÉTODO: Foram formados dois grupos de participantes: sete alunos com dislexia fonológica (grupo 1) e dois alunos com dislexia de superfície (grupo 2). A pesquisa foi baseada em três tipos de provas: prova de leitura de palavras isoladas, prova de avaliação da consciência fonológica (CONFIAS) e prova de avaliação da consciência lexical.
RESULTADOS: Os resultados obtidos revelam similitudes e disparidades entre os participantes no que diz respeito às consciências fonológica e lexical. Em relação à consciência fonológica, o desempenho dos participantes nas subprovas silábicas é semelhante, mas foram encontradas diferenças expressivas nas subprovas fonêmicas, com desempenho superior entre os participantes com dislexia de superfície. No que se refere à consciência lexical, verificou-se que as habilidades dos participantes não acompanham as diferenças relativas ao padrão de leitura preferencialmente utilizado.
CONCLUSÃO: Conclui-se que, para desenvolver a decodificação na leitura, esses alunos devam ser instruídos não apenas no processo de conversão grafema-fonema, mas também a utilizar o contexto como auxílio no processo de reconhecimento das palavras.

4 - Desempenho em tarefas de leitura por meio do modelo RTI : resposta à intervenção em escolares do ensino público

Performance in reading assignments through the model (RTI): response to intervention in public education school

Andréa Carla Machado; Maria Amélia Almeida

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):208-214

Resumo PDF Português

INTRODUÇÃO: O modelo de Resposta à Intervenção (RTI) é um modelo de programa para a identificação precoce direcionada a alunos que apresentam dificuldade de aprendizagem e também no comportamento, que necessitam de intervenções mais específicas. O RTI é uma maneira diferente de auxiliar esses alunos que, mesmo recebendo atividades apropriadas, não acompanham o desenvolvimento apresentado por seu grupo/classe.
OBJETIVO: Verificar o desempenho de escolares do ensino público em tarefas de leitura, pré e pós-intervenção.
MÉTODO: Participaram do estudo 14 escolares pertencentes ao 4º e 5º ano de duas escolas do ensino público, localizadas no interior do Estado de São Paulo - Brasil. Para a coleta de dados foi utilizado o instrumento denominado PROLEC - Provas de Avaliação dos Processos da Leitura, constituído de 14 tarefas. Os resultados obtidos foram analisados pelo teste estatístico Wilcoxon, ajustado pela correção de Bonferroni, para identificar quais momentos de observação diferem dos demais, quando comparados par a par.
RESULTADOS: Os resultados revelaram diferenças estatisticamente significantes na maioria dos pares de variáveis das tarefas analisadas, o que evidencia a importância do ensino de leitura por meio de instruções específicas e vinculadas ao entendimento do princípio alfabético. Assim, os escolares com dificuldades em leitura precisam conhecer o mecanismo do sistema da língua portuguesa, que podemos considerar como tarefas desde identificação letra-som até a compreensão de texto.
CONCLUSÃO: Portanto, firma-se a importância no investimento de programas que visem à melhora dos processos da leitura como um todo.

5 - A eficácia de estratégias de remediação fonoaudiológica na avaliação das dificuldades de aprendizagem

The effectiveness of speech therapist intervention in the evaluation of learning disabilities

Lia Pinheiro; Jane Correa; Renata Mousinho

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):215-225

Resumo PDF Português

OBJETIVOS: Analisar a eficácia da intervenção fonoaudiológica utilizando estratégias de remediação na avaliação das dificuldades de aprendizagem como no desenvolvimento de habilidades linguístico-cognitivas relacionadas ao aprendizado da leitura. A utilização da metodologia de resposta à intervenção visa distinguir dificuldades transitórias daquelas que indicariam transtornos específicos de aprendizagem.
MÉTODO: Foram estudados os protocolos de avaliação e intervenção aplicados em 48 crianças do 1º ano do Ensino Fundamental de escola federal de ensino da cidade do Rio de Janeiro. As mesmas foram reavaliadas quanto às habilidades linguístico-cognitivas, após um ano de intervenção fonoaudiológica, a fim de investigar os benefícios de tal estimulação.
RESULTADOS: Todas as crianças se beneficiaram da intervenção, porém, os efeitos desta foram mais expressivos em crianças com alteração em poucos componentes do processamento fonológico. As crianças que apresentaram déficits importantes no processamento fonológico obtiveram ganhos nessa habilidade, mas parecem demorar mais para transpor esses avanços para as habilidades de leitura.
CONCLUSÃO: A intervenção precoce se mostrou eficaz na estimulação do processamento fonológico, quer na prevenção quer na remediação de dificuldades na aprendizagem da leitura.

Artigo de Revisão

6 - A importância do estímulo precoce em casos com risco para dislexia: um enfoque psicopedagógico

The importance of early stimulation in cases at risk for dyslexia: a psychopedagogical focus

Déborah Alcântara Prósperi Caridá; Mônica Hoehne Mendes

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):226-235

Resumo PDF Português

O presente trabalho constitui uma revisão bibliográfica, e versa sobre os aspectos gerais da dislexia, explicando esse distúrbio e discorrendo sobre suas implicações cerebrais. Apresenta-se o conceito de aprendizagem em todos os seus aspectos, esclarecendo porque alguns problemas no processo de aquisição da linguagem são considerados essenciais para reconhecer as crianças com risco para dislexia. São apresentados, também, os principais aspectos da linguagem, partindo-se do ponto de que esta se encontra intimamente conectada com o processo de aprendizagem. A seguir, apresentam-se as características das crianças com risco para dislexia, o que as difere de outras crianças, ressaltando-se de que maneira o estímulo é essencial para que esses indivíduos adquiram a chance de um futuro melhor, não somente no que se refere às questões escolares, mas também no âmbito social. Acentua-se a necessidade do diagnóstico multidisciplinar em um cenário com suspeita de dislexia, e a relevância da avaliação psicopedagógica, com vistas à elaboração de estratégias emocionais e cognitivas, para que o ambiente social e a vida escolar não sejam vistos como ameaça.

7 - Avaliação neuropsicológica de sujeitos com lesão cerebral: uma revisão bibliográfica

Neuropsychological assessment of subjects with brain injury: a literature review

Maria de Lourdes Merighi Tabaquim; Marlene Peres de Lima; Sylvia Maria Ciasca

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):236-243

Resumo PDF Português

Este artigo tem como objetivo apresentar uma revisão bibliográfica de avaliações neuropsicológicas de crianças e adolescentes com lesão cerebral, diagnosticados com paralisia cerebral e traumatismo cranioencefálico, no período de janeiro de 2006 a outubro de 2011. Na investigação, empregou-se as bases de dados LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde), PubMed (US National Library of Medicine) e SciELO (Scientific Electronic Library Online). Foram identificados 28 estudos, sendo 26 artigos internacionais e 2 nacionais, sendo 4 sobre paralisia cerebral e 24 de traumatismo cranioencefálico. Os resultados demonstraram que a avaliação neuropsicológica é frequentemente empregada para a identificação de desempenhos e sequelas comportamentais decorrentes, em crianças e adolescentes pós-insulto, tendo foco na compreensão sobre a inteligência, nas funções executivas, memória, atenção, linguagem e habilidades sociais. Os instrumentos neuropsicológicos mais empregados foram WISC-III e IV, WPPIS, Trail Making Test e Teste de Fluência Verbal. A quantificação de publicações no período investigado, relacionadas à avaliação neuropsicológica com a população de lesionados cerebrais, mostrou-se incipiente, mesmo considerando a sua relevância sobre as condições evolutivas e nas proposições interventivas educativas.

8 - A educação de jovens e adultos na perspectiva das Neurociências

Youth and adults education from the perspective of the Neurosciences

Caroline Lacerda Dorneles; Aliana Anghinoni Cardoso; Fernanda Antoniolo Hammes de Carvalho

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):244-255

Resumo PDF Português

O texto que segue pretende discutir a Educação de Jovens e Adultos na perspectiva das Neurociências. Busca entender o percurso dessa modalidade de educação no Brasil e traçar um perfil desses sujeitos. A partir disso, enfocamos as diferenças biológicas e sociais que fazem parte dessa etapa da vida e que, em algumas vezes, repercutem no processo de aprendizagem. Acreditamos que a educação, aliada às Neurociências, pode ajudar a entender a estrutura cognitiva do adulto e o seu processo de envelhecimento, pois muitas das dificuldades de aprendizagem encontradas por esses sujeitos são atribuídas à idade, às diversas mudanças e declínios em sua estrutura biológica. No entanto, nessa etapa da vida também há espaço para grandes aprendizagens e conquistas, e os profissionais da educação precisam entender essas mudanças para ajudar a romper com o estereótipo de que as pessoas em processo de envelhecimento não têm mais idade para aprender. Dessa forma, ao estudarmos biologicamente e socialmente esse sujeito, poderemos desenvolver práticas pedagógicas mais significativas, voltadas para seus interesses e necessidades e, assim, permitir a sua aprendizagem e continuidade nos estudos.

9 - Processamento sensorial na criança com TDAH: uma revisão da literatura

Sensory processing in children with ADHD: a revision of the literature

Vitoria Tiemi Shimizu; Mônica Carolina Miranda

Rev. Psicopedagogia 2012;29(89):256-268

Resumo PDF Português

Estruturada a partir da interação com o ambiente, a aprendizagem depende da integridade do processamento sensorial, relacionado à função neurológica de organizar e processar as informações sensoriais do corpo e do ambiente, produzindo respostas adaptativas adequadas. Dificuldades do processamento sensorial podem desencadear comprometimentos tanto no desempenho motor e comportamental, como também na aprendizagem. São poucos os estudos sobre a dimensão sensóriomotora no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), sendo ainda mais escassos os estudos sobre a relação entre o processamento sensorial e os sintomas comportamentais do TDAH. Esta revisão de literatura busca caracterizar os principais aspectos do processamento sensorial e do TDAH, bem como a relação entre essas dimensões. Procura, também, discutir e contribuir na compreensão do papel do processamento sensorial na produção das respostas comportamentais e no processo de aprendizagem, assim como sua possível contribuição na sintomatologia presente no TDAH, apontando para a importância de uma abordagem multidimensional para o quadro do TDAH na infância.

Ponto de Vista
Resenha