Artigos Relacionados

2 resultado(s) para: Transtorno do Espectro Autista; alterações sensoriais Aprendizagem

Alterações sensoriais no Transtorno do Espectro Autista (TEA): Implicações no desenvolvimento e na aprendizagem

Jací Carnicelli Mattos

Rev. Psicopedagogia 2019;36(109):87-95 - Artigo de Revisão

Resumo PDF Português

INTRODUÇÃO: Dificuldades no processamento sensorial em indivíduos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) comprometem, em graus variados, o desenvolvimento e a aprendizagem. Tais dificuldades geram padrões de respostas sensoriais que incidem negativamente na comunicação e na interação social destes indivíduos, em múltiplos contextos. Objetivou-se realizar uma revisão da literatura sobre as alterações sensoriais presentes em indivíduos com TEA.
MÉTODO: Realizou-se uma busca de artigos nas bases de dados: Pubmed (US National Library of Medicine), SciELO (Scientific Electronic Library of Medicine) e Bireme, utilizando-se os termos combinados em português e inglês: Transtorno do Espectro Autista, alterações sensoriais; Autism Spectrum Disorder, sensory alterations. Os artigos selecionados discorreram sobre a presença de alterações sensoriais em indivíduos com TEA e sobre as bases neurais do transtorno.
RESULTADOS: Foram encontrados quatro padrões de respostas relacionados às alterações no processamento sensorial. Investigações sobre as bases neurais deste transtorno revelaram evidências referentes a déficits sensoriais. Muitos dos comportamentos apresentados por indivíduos com TEA no ambiente escolar podem estar relacionados a uma desregulação de mensagens neurais pelo cérebro, gerando respostas e comportamentos inadequados.
CONSIDERAÇÕES FINAIS: Informações e conhecimentos sobre a presença de alterações sensoriais em indivíduos com TEA podem contribuir com o planejamento de intervenções melhor embasadas cientificamente, com a compreensão sobre as implicações do transtorno no desenvolvimento e na aprendizagem e, ainda, quanto ao esclarecimento de inúmeras dúvidas presentes no dia-a-dia de educadores que atuam com crianças e adolescentes diagnosticados com TEA.

Expectativa de profissionais da saúde e de psicopedagogos sobre aprendizagem e inclusão escolar de indivíduos com transtorno do espectro autista

Caroline de Carvalho Pereira de Campos; Fernanda Caroline Pinto da Silva; Sylvia Maria Ciasca

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):3-13 - Artigo Original

Resumo PDF Português

Esse estudo teve o objetivo de analisar a expectativa dos profissionais da saúde e de psicopedagogos sobre aprendizagem e inclusão escolar de indivíduos com transtorno do espectro autista (TEA). Participaram 33 profissionais com atuação na interface entre saúde e educação, atuantes na região metropolitana de Campinas-SP Os dados foram coletados por meio de entrevistas semidirigidas, as quais foram audiogravadas, transcritas e submetidas à análise de conteúdo. Os resultados evidenciaram que, sob a perspectiva dos profissionais, indivíduos com TEA são capazes de aprender, porém em modo e ritmo diferentes. Para o bom desenvolvimento desses indivíduos e para o sucesso da inclusão escolar dos mesmos, o trabalho interdisciplinar foi mencionado como um fator de significativa importância. Destaca-se que a maior parte dos profissionais acredita que a inclusão escolar é para todos e contribui para o desenvolvimento de múltiplas habilidades, entretanto, ainda não ocorre, de fato, em função da falta de profissionais preparados para o atendimento educacional especializado e da falta de um projeto pedagógico que facilite a inclusão escolar.