Artigos Relacionados

1 resultado(s) para: Linguagem Escrita Transtorno da Expressão Escrita

Análise da escrita de escolares com e sem dificuldades no início da segunda etapa do Ensino Fundamental

Larissa Haniel Rodrigues de Almeida; Renata Mousinho

Rev. Psicopedagogia 2018;35(106):42-50 - Artigo Original

Resumo PDF Português

OBJETIVO: Caracterizar as falhas na escrita de crianças do 6º ano, comparando grupos com e sem dificuldades.
MÉTODOS: Participaram 30 crianças divididas em dois grupos: sem dificuldades de escrita (G1) e com dificuldades de escrita (G2). Foi proposta a elaboração de uma narrativa escrita e, então, foram analisados os critérios adotados em cada nível. No nível da palavra, o percentual de erros nos diversos tipos (regular, regra fonológica, regra morfossintática, irregular) em relação ao total de palavras do texto; no nível da frase, as falhas na pontuação (0 a 5), uso de letras maiúsculas (0 a 2), uso de elementos coesivos (0 a 3); no nível do texto, o número total de palavras e o nível da narrativa (1 a 5).
RESULTADOS: Os parâmetros que mais diferenciaram os grupos participantes da pesquisa foram o número de erros em palavras regulares, com regras morfossintáticas, o uso de maiúsculas e elementos de coesão, assim como a quantidade de palavras e o grau de complexidade da narrativa.
CONSIDERAÇÕES FINAIS: Verificou-se que o G1 obteve melhor desempenho na maioria dos critérios abordados e que o G2 apresentou desempenho significativamente pior, o que parece indicar que as caraterísticas da alteração na linguagem escrita podem trazer prejuízos significativos principalmente no âmbito escolar.