Artigos do Autor

3 resultado(s) para: Luciana Vellinho Corso

Dificuldade na compreensão da leitura: uma abordagem metacognitiva

Luciana Vellinho Corso

Rev. Psicopedagogia 2004;21(66):206-215 - Artigo Original

Resumo PDF Português

Este trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa realizada junto a um grupo de alunos da 3ª série do ensino fundamental, da rede pública de Porto Alegre, com dificuldades na compreensão de texto. Foram desenvolvidas ações pedagógicas, que são estratégias cognitivas, com o intuito de possibilitar-lhes aprender a pensar e raciocinar sobre suas atividades de leitura, apoiando-se nas trocas entre pares, sob a mediação do pesquisador. O ensino das estratégias - trazendo indagações, idéias e sugestões - permitiu às crianças participantes deste estudo pensar sobre o que é lido e como agir diante de uma leitura em busca de significado.Temos nos dedicado à investigação nesta área já que um grande número de alunos não desenvolve, de forma natural e espontânea, as habilidades de compreensão da leitura, contribuindo para agravar a séria realidade de fracasso escolar que enfrentamos, pois compreender o que se lê é uma habilidade necessária e fundamental para todas as atividades escolares.

Senso numérico e dificuldades de aprendizagem na matemática

Luciana Vellinho Corso; Beatriz Vargas Dorneles

Rev. Psicopedagogia 2010;27(83):298-309 - Artigo de Revisao

Resumo PDF Português

O artigo aborda o senso numérico, conceito-chave para a compreensão das dificuldades de aprendizagem na matemática. A partir de uma revisão da literatura internacional e nacional, destacam-se os principais tópicos em torno do tema: conceituação, origem, intervenção e avaliação do senso numérico. O artigo apresenta o Teste de Conhecimento Numérico, desenvolvido por Okamoto e Case (1996), aceito pela literatura atual como um bom instrumento para avaliar senso numérico. Por fim, são apontadas as implicações do estudo deste conceito para a prevenção de dificuldades de aprendizagem e para a pesquisa nesta área.

Quem são os alunos encaminhados para acompanhamento de dificuldades de aprendizagem?

Luciana Vellinho Corso; Amanda Oliveira Meggiato

Rev. Psicopedagogia 2019;36(109):57-72 - Artigo Original

Resumo PDF Português

Uma parcela grande de alunos enfrenta dificuldade de aprendizagem, e lidar com este desafio traz dúvidas para muitos professores, tanto os já experientes como os em processo de formação. O artigo tem como objetivo apresentar o perfil dos 60 alunos encaminhados para acompanhamento escolar por meio da realização de estudos de caso (observação e entrevista) desenvolvidos pelos graduandos do curso de Pedagogia. A análise do perfil considerou: nível de escolaridade, idade, sexo, incidência de reprovação, tipo de dificuldade mais evidente e acesso (ou não) a reforço escolar. Evidenciou-se que o maior percentual de encaminhamento ocorre no 3º ano, aos 8 anos de idade, sendo a maioria meninos. A leitura e a escrita são as áreas que motivaram o encaminhamento do maior número de alunos quando estas coocorreram. Questões de comportamento, ligadas à desatenção, estão presentes em 35% da amostra, sendo que cerca de 30% dos alunos já tinham sido reprovados. Dos alunos encaminhados, 70% não recebiam acompanhamento extraclasse. O perfil evidenciado revela a atenção redobrada que os alunos com problemas para aprender necessitam. Destacou-se o papel que a formação inicial e continuada pode desempenhar no sentido de impulsionar o professor a uma constante reflexão sobre sua prática pedagógica, analisando as acomodações necessárias para desenvolver o potencial dos alunos, respeitando as suas diferenças e auxiliando na superação de suas dificuldades. Enfatizou-se que, nessa perspectiva, a pesquisa colaborativa, a exemplo dos estudos de caso realizados nas escolas, é um caminho promissor, pois valoriza as trocas entre a produção acadêmica e a prática docente.